Barcelona x Alavés

Neymar tenta passar pela marcação no primeiro jogo pelo Barça nesta temporada (Foto: AFP)

LANCE!
10/09/2016
17:22
Barcelona (ESP)

No jogo que marcou o retorno do trio MSN, o Barcelona conseguiu perder para o recém-promovido Alavés por 2 a 1, em pleno Camp Nou, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Espanhol. Juntos, os craques ficaram em campo por um pouco mais de 20 minutos. Titular, Neymar fez a estreia nesta temporada pelo time catalão. Messi e Suárez começaram no banco e foram lançados aos leões durante a segunda etapa.

A derrota faz o Barça cair para a quarta colocação, com quatro pontos, atrás de Las Palmas, Sevilla e Real Madrid. Já os bascos pulam para a sétima colocação, com cinco.

O Alavés mostrou-se um time determinado e inteligente durante a primeira etapa enquanto o Barcelona parecia cômodo e seguro da vitória.

O trio de ataque formado por Neymar, Arda Turán e o estrante Alcacer não se entendeu na primeira parte do jogo. O Barça passou a colocar bolas na área, sem sucesso. Apenas o brasileiro, com um peixinho, assustou o goleiro Pacheco. No restante, apenas uma pancada de Aleix Vidal, defendida pelo camisa 1 dos bascos, levantou o público.

Na segunda incursão ao ataque, o Alavés chegou ao gol. Kiko deixou Denis na saudade e cruzou para o brasileiro Deyverson se antecipar a Mascherano e abrir o placar.

Barcelona x Alavés
Jogadores do Alavés comemoram no Camp Nou (Foto: AFP)

Logo de cara, na segunda etapa, Neymar cobrou escanteio, e Mathieu, de cabeça, desempatou. No lance seguinte, na pequena área, o zagueiro conseguiu perder o gol da virada.

Aos 14 minutos, ovacionado, Messi foi a campo. Porém, na defesa, Mascherano voltou a falhar. Ibai Gómez ficou com a bola e bateu cruzado, sem chances para Cillessen. Logo depois, sem alternativa, o técnico Luis Enrique não hesitou e colocou Suárez e Iniesta em campo.

Mesmo com a força máxima do ataque, o Barça foi contagiado pela falta de imaginação e não chegou sequer ao empate. O primeiro tropeço na temporada pode pesar muito na reta final.