icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/08/2015
18:04

Sem Ronaldinho Gaúcho, poupado, e Fred, que saiu machucado aos sete minutos, substituído por Lucas Gomes, o Fluminense acabou perdendo de virada por 2 a 1 para o Joinville, em Santa Catarina, em um jogo que foi superior, e no qual não soube, porém, transformar a sua maior qualidade em vitória. Porém, mesmo com o tropeço, o Tricolor encerra a rodada dentro do G4, beneficiado pelas derrotas de Palmeiras, São Paulo, Sport e Atlético-PR.

O Joinville conseguiu manter o jogo equilibrado por meia hora, período em que os times criaram e desperdiçaram boas chances, as melhores com Wellington Paulista, que chutou para defesa de Agenor, aos 23, e com William Popp, em cabeçada para fora, na pequena área, aos 29. Daí em diante, o Fluminense passou a ditar o ritmo, empurrando o adversário para trás, e só não abriu o placar porque Agenor esteve sempre esperto, segurando cruzamentos e finalizações.

Time de Enderson não soube aproveitar superioridade (Foto: Fernando Remor/AGP)

A equipe carioca retornou no mesmo nível, e, mal dada a saída, Lucas Gomes invadiu a área para mais uma intervenção do goleiro, que voltou a impedir o gol tricolor em pelo menos mais três ocasiões. E, no entanto, como no futebol tudo é possível, o Fluminense marcou justamente numa falha de Agenor, que não conseguiu evitar a cabeçada de Cícero, aos 25, concluindo escanteio cobrado por Vinícius.

Em desvantagem, Paulo César Gusmão começou a promover mudanças para tornar o Joinville mais ofensivo, o que fez a equipe, embora desorganizada, partir para cima, quando o adversário já parecia desgastado. Renato, também contundido, saiu para a entrada de Rafinha.

Aos 36, Naldo tabelou com Mário Sérgio, que bateu rasteiro à direita de Júlio César, empatando a partida: 1 a 1. O que se viu, na sequência, foi uma briga sem tréguas pela bola. Aos 46, Diego arrancou pela esquerda, entrou na área, cruzou, e Marlon enfiou contra, na saída de Júlio César: 2 a 1. O árbitro acrescentou quase cinco minutos, mas o Joinville, naquele momento, já não teve problema para segurar o resultado.

FICHA TÉCNICA
JOINVILLE 2 X 1 FLUMINENSE

Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data/Hora: 23/8/2015 – 16h00
Árbitro: Emerson Luiz Sobral (PE)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Clovis Amaral da Silva (PE)

Renda/Público: R$ 293.040,00 / 12.395 pagantes
Cartões Amarelos: Guti, Marion e Naldo (JOI) / Marlon, Marcos Júnior (FLU)
GOLS: Cícero (25'/2ºT, 0-1), Mário Sergio (35'/2ºT, 1-1) e Marlon (contra) (46'/2ºT, 2-1) 

JOINVILLE: Agenor, Mário Sérgio, Bruno Aguiar, Guti e Diego; Naldo, Kadu (Ricardo Bueno, 7'/2ºT), Anselmo e Marcelinho Paraíba (Marion, 23'/2ºT); Willian Popp (Silvinho, 27'/2ºT) e Edigar Junio - TÉCNICO: Paulo César Gusmão.

FLUMINENSE: Júlio Cesar, Renato (Rafinha, 34'/2ºT), Gum, Marlon, Gustavo Scarpa, Jean, Edson, Cícero; Wellington Paulista, Marcos Júnior (Vinícius, 19'/2ºT) e Fred (Lucas Gomes, 7'/1ºT) - TÉCNICO: Enderson Moreira.

Sem Ronaldinho Gaúcho, poupado, e Fred, que saiu machucado aos sete minutos, substituído por Lucas Gomes, o Fluminense acabou perdendo de virada por 2 a 1 para o Joinville, em Santa Catarina, em um jogo que foi superior, e no qual não soube, porém, transformar a sua maior qualidade em vitória. Porém, mesmo com o tropeço, o Tricolor encerra a rodada dentro do G4, beneficiado pelas derrotas de Palmeiras, São Paulo, Sport e Atlético-PR.

O Joinville conseguiu manter o jogo equilibrado por meia hora, período em que os times criaram e desperdiçaram boas chances, as melhores com Wellington Paulista, que chutou para defesa de Agenor, aos 23, e com William Popp, em cabeçada para fora, na pequena área, aos 29. Daí em diante, o Fluminense passou a ditar o ritmo, empurrando o adversário para trás, e só não abriu o placar porque Agenor esteve sempre esperto, segurando cruzamentos e finalizações.

Time de Enderson não soube aproveitar superioridade (Foto: Fernando Remor/AGP)

A equipe carioca retornou no mesmo nível, e, mal dada a saída, Lucas Gomes invadiu a área para mais uma intervenção do goleiro, que voltou a impedir o gol tricolor em pelo menos mais três ocasiões. E, no entanto, como no futebol tudo é possível, o Fluminense marcou justamente numa falha de Agenor, que não conseguiu evitar a cabeçada de Cícero, aos 25, concluindo escanteio cobrado por Vinícius.

Em desvantagem, Paulo César Gusmão começou a promover mudanças para tornar o Joinville mais ofensivo, o que fez a equipe, embora desorganizada, partir para cima, quando o adversário já parecia desgastado. Renato, também contundido, saiu para a entrada de Rafinha.

Aos 36, Naldo tabelou com Mário Sérgio, que bateu rasteiro à direita de Júlio César, empatando a partida: 1 a 1. O que se viu, na sequência, foi uma briga sem tréguas pela bola. Aos 46, Diego arrancou pela esquerda, entrou na área, cruzou, e Marlon enfiou contra, na saída de Júlio César: 2 a 1. O árbitro acrescentou quase cinco minutos, mas o Joinville, naquele momento, já não teve problema para segurar o resultado.

FICHA TÉCNICA
JOINVILLE 2 X 1 FLUMINENSE

Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data/Hora: 23/8/2015 – 16h00
Árbitro: Emerson Luiz Sobral (PE)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Clovis Amaral da Silva (PE)

Renda/Público: R$ 293.040,00 / 12.395 pagantes
Cartões Amarelos: Guti, Marion e Naldo (JOI) / Marlon, Marcos Júnior (FLU)
GOLS: Cícero (25'/2ºT, 0-1), Mário Sergio (35'/2ºT, 1-1) e Marlon (contra) (46'/2ºT, 2-1) 

JOINVILLE: Agenor, Mário Sérgio, Bruno Aguiar, Guti e Diego; Naldo, Kadu (Ricardo Bueno, 7'/2ºT), Anselmo e Marcelinho Paraíba (Marion, 23'/2ºT); Willian Popp (Silvinho, 27'/2ºT) e Edigar Junio - TÉCNICO: Paulo César Gusmão.

FLUMINENSE: Júlio Cesar, Renato (Rafinha, 34'/2ºT), Gum, Marlon, Gustavo Scarpa, Jean, Edson, Cícero; Wellington Paulista, Marcos Júnior (Vinícius, 19'/2ºT) e Fred (Lucas Gomes, 7'/1ºT) - TÉCNICO: Enderson Moreira.