Scarpa veste a 10 no Fluminense (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

Scarpa começou a vestir a 10 no Fluminense em setembro (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

LANCE!
01/10/2016
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

A longa história entre Diego Souza e Fluminense terá um novo capítulo escrito neste sábado, a partir das 11h, no Giulite Coutinho. Revelado nas Laranjeiras em 2005, o meia reencontra a torcida tricolor no Rio de Janeiro pela primeira vez após sua passagem relâmpago pelo clube em 2016. Foram apenas três meses antes de retornar ao Sport, adversário de hoje da equipe do treinador Levir Culpi, que mira o G4 do Brasileiro. Com 43 pontos, o Flu está em quinto.

No primeiro turno, Diego Souza já castigou o ex-clube com o gol da vitória por 2 a 1 do Sport no minuto final do confronto disputado na Ilha do Retiro. Levir Culpi, que pouco trabalhou com o meia nas Laranjeiras, chamou atenção para o poder de decisão do camisa 87 do Sport.

– No campo, ele decide em uma bola. Ele, Fred. Nós conhecemos muito bem. Tem que ser bem marcado. Nosso time também tem grandes jogadores, se der um descuido a nossa possibilidade de vitória é muito grande. É um jogador de grande nível técnico, apesar de não ter grande mobilidade – avaliou Levir.

Depois da precoce saída de Diego, o Fluminense focou na chegada de um novo camisa 10, mas a diretoria esbarrou em altos valores. Dátolo, do Atlético-MG e Oscar Romero, do Racing (ARG), foram nomes cotados para reforçar o Flu, mas as negociações não foram para frente. Assim, uma solução caseira foi tomada.

Há duas semanas, o jovem meia Gustavo Scarpa deixou o número 40 e assumiu a camisa 10 de Rivelino. Scarpa tirou a responsa de letra logo em sua estreia, marcando o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio no Sul. Agora tem a chance de comandar o Flu e dar o troco em Diego Souza.

Ao lado de Scarpa, Wellington e Marcos Junior são os responsáveis por marcarem os gols do Tricolor, emquanto na defesa Levir conta com o retorno de Wellington Silva. Gum, William Matheus e Henrique também estão confirmadas na zaga, e terão a missão de anular a estrela do meio-campista do Sport. Para isso, Henrique cobra atenção total de toda a equipe do Tricolor.

– Todos conhecem o Diego (Souza), um jogador de qualidade que pode fazer a diferença. Estamos cientes disso. Temos que manter a atenção nele e em todos do Sport, do início ao fim, para não sermos surpreendidos.– disse Henrique.