Brasileirão - Flamengo x Sport

Flamengo teve boa postura defensiva na vitória sobre o Sport (Foto: Paulo Sergio / Lancepress!)

Carlos Alberto Vieira
14/05/2016
18:19
Rio de janeiro (RJ)

Flamengo e Sport fizeram um jogo com muita troca de passes no meio de campo e com poucas finalizações perigosas. Bem na defesa e com uma dupla de zaga que deu certo - Juan e Léo Duarte, os cariocas acabaram administrando a vantagem criada logo no início: 1 a 0. O Sport também teve um bom trabalho defensivo - exceto pelos dez minutos finais. Por isso, os melhores jogadores foram os homens de marcação. Confira abaixo as notas do LANCE!

FLAMENGO

5,5
Paulo Victor

Uma boa defesa em falta de Diego Souza, uma falha em saída de bola que quase resultou em gol do Sport. No mais, pouco trabalho.

6,0
Rodinei

Quando aventurou-se no ataque, foi uma importante opção. Mas precisou ficar plantado, já que Mark González, caindo pleo seu setor ao lado de Gabriel Xavier, era a principal peça ofensiva dos pernambucanos.

7,5
Léo Duarte

O garoto entrou no fogo, mas teve atuação segura, cobrindo a lateral-direita, com atitude na marcação direta a Vinícius Araújo e arrumando um vacilo de Paulo Victor numa saída de bola, evitando um lance de grande perigo no primeiro tempo.  

7,5
Juan

Seguro, bem nas antecipações, anulou Diego Souza. Uma bela roubada de bola sua iniciou a jogada do primeiro gol do Flamengo.

6,5
Jorge

Precisou preocupar-se muito mais com a marcação, pois Reinaldo Lélis era muito incisivo pelo seu setor. saiu-se bem. Mas a preocupação defensiva o fez ser peça quase nula no apoio.

6,5
Cuéllar
Seu diferencial não foi com a bola no pé. Mas a inteligente trabalho que fez com Arão e Mancuello anulando os espaços para o Sport criar pelo muito do ataque.

7,0
Willian Arão

Movimentou-se bem pela direita no primeiro tempo, criando jogadas de perigo, fazendo a assistência para o primeiro gol do Flamengo. Seguiu aparecendo bem no ataque e eficaz na marcação.

6,0
Mancuello

Tímido no apoio. Defensivamente se posicionou muito bem, mais recuado do que o normal e dificultado, plantado como um volante e evitando que a bola chegasse até os pés de Diego Souza.
 
7,0
Everton
Levou bem o time ao ataque pela esquerda e foi oportunista para marcar o seu gol. No mais, a velocidade de sempre.

5,5
Emerson Sheik
Movimentou-se bem pelos flancos, mostrou muita vontade, mas cometeu erros de passe e cansou no segundo tempo. Corretamente substituído.

4,5
Guerrero

Apareceu mais como lançador de bolas para Everton e Emerson quando eles caíam pelos flancos. Demorou demais para finalizar na grande chance que teve, perdeu quase todas as bolas e levou amarelo. Ainda saiu reclamando.  O pior do Flamengo. 

5,5
Marcelo Cirino

Tentou alguma coisa em velocidade pela direita. Mas não alterou o panorama ofensivo do jogo. Perdeu um gol feito nos acréscimos.

5,5
Ederson
Entrou no fim e foi melhor do que o titular Guerrero, pois apareceu bem na área e chutou para defesa de Magrão.


5,0
Alan Patrick

Teve tudo para fazer o segundo gol. Mas chutou mal. 

6,0
Muricy Ramalho

Montou bem o time do Flamengo no início e defensivamente a proposta deu resultado.  Mas havia ineficácia na finalização e o treinador não conseguiu corrigir isso com as substituições.  

SPORT

6,5
Magrão

No primeiro tempo, a bola que foi ao seu gol, entrou. Somente nos dez minutos finais passou a ter de fazer algumas defesas difíceis. Nesta hora, deu conta do recado, principalmente nos chutes dos três reservas: Ederson, Alan Patrick  e Cirino.

5,0
Samuel Xavir

Teve dificuldade para segurar os avanços de Everton e vacilou ao deixar o camisa 22 do Fla se antecipar no cruzamento de Arão e fazer o primeiro gol. No ataque, pouco apareceu.

7,0
Henríquez

Bem nas antecipações, conseguiu anular Guerrero na maioria das jogadas e ainda foi eficaz nas saídas de bola. O melhor defensor do Sport.

5,5
Durval

Bem plantado, seguro nas antecipações, boa referência para a saída de bola ou quando o Sport retornava para iniciar as jogadas. Mas foi envolvido quando precisava auxiliar na cobertura  da lateral esquerda e teve falha dupla no primeiro gol do Flamengo. Rechaçou mal a bola que Arão recuperou e, ao marcá-lo, foi facilmente driblado.

6,5
Renê

Ficou preocupado com a  marcação ao Sheik e ao Rodinei. Não apoiou muito pois Mark González e Gabriel Xavier jogaram sempre por ali. 

4,5
Rithely

Principal organizador, foi o melhor do time no primeiro tempo. Praticamente todas as bolas passou pelos seus pés.  Na marcação, foi envolvido em alguns lances na sua intermediária, principalmente quando Guerrero voltava para buscar o jogo. Na etapa final, deu entrada violenta em Cuéllar logo no primeiro minuto e acabou expulso.

4,5
Gabriel Xavier

Deixou a desejar. No primeiro tempo, deveria dividir a distribuição do jogo com Rithely, mas preferiu ficar mais à frente, embolando o jogo com Diego Souza e, principalmente, Mark González. Na etapa final, perdidão, facilitou demais as coisas para a marcação do Flamengo.

6,5
Mark González
Neste jogo, foi quase um ponta-esquerda à antiga. Apareceu bem como referência de passe e nas bolas paradas e foi responsável por segurar Rodinei na defesa. Teve de sair no início do segundo tempo para que Oswaldo de Oliveira pudesse rearrumar o setor defensivo.
 
6,0
Reinaldo Lénis
O jogador ofensivo que mais perigo ofereceu aos sistema defensivo do Flamengo. sempre caindo pela direita, quando dava velocidade aos passes, mostrava maior precisão. Em lances individuais, conseguiu ser parado pelo bom trabalho defensivo de Jorge.  Sumiu na etapa final.

4,5
Diego Souza

Com Juan na sua cola, pouco produziu. Foi aparecer apenas em uma cobrança de falta  e nas reclamações de faltas  (quase todas inexistentes). No segundo tempo, passou a cair mais pela esquerda do ataque. Sem eficácia. 

5,5
Vinícius Araújo

Deu trabalho ao miolo da zaga do Flamengo. Porém, não teve espaços para conseguir finalizar. Com Diego Souza  anulado, foi boa opção quando saiu da área para distribuir as jogadas.

5,0
Serginho

Deu  Entrou para arrumar a defesa e deu conta do recado. Mas o ex-vascaíno é bem inferior a Rithely na criação. 

5,0
Neto Moura

Com o Sport sem força do meio para a frente na reta final do segundo tempo, pouco foi notado em campo.

SEM NOTA
Túlio de Mello 

Não apareceu nas poucas bolas que recebeu nos sete minutos que esteve em campo.

5,0
Téc: Oswaldo de Oliveira

Seu time trocou bem as bolas no primeiro tempo, mas não conseguia furar a marcação do Flamengo. Quando perdeu Rithely, seu principal articulador,  foi tirar justamente seu homem de frente mais eficaz. O resultado foi que o Sport perdeu toda a sua força.