Diogo Giacomini, técnico interino do Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG)

(Foto: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG)

LANCE!
27/11/2016
20:40
Belo Horizonte (MG)

O Atlético-MG perdeu para o São Paulo, na tarde deste domingo (27), em pleno estádio Independência. Mesmo com o resultado negativo dentro de seus domínios, o técnico interino do clube vê pontos positivos na atuação.

Diogo Giacomini, escolhido por Daniel Nepomuceno para substituir Marcelo Oliveira, aponta a compactação da equipe na partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro com otimismo. Ele se lembra ainda do fato de os jogadores não atuarem com frequência:

– Levando em consideração o tempo de trabalho e que grande parte desses atletas não vêm jogando o ano interino, acredito que a equipe, taticamente, foi compacta. As linhas jogaram próximas. Acredito que o Atlético não jogou mal. Teve posse de bola. Trocou mais de 400 passes, contra a metade do São Paulo. Acredito no controle pelo número de finalizações, e foram oito contra oito – afirmou.

– Foi um jogo parelho, com exceção do início do primeiro tempo. Dentro do que foi proposto, a entrega e a dedicação dos jogadores foram ao máximo. A partida se definiu em dois detalhes infelizes da equipe. A equipe ficou dispersa na marcação após o gol. O São Paulo tomou seis cartões no jogo, todos matando contra-ataques do Atlético. Era para trocar um gol por um cartão, pois tivemos oportunidade de fazer isso – acrescentou.