Vila Nova x Vasco

Vila Nova e Vasco ficaram no empate por 2 a 2, em Goiânia, pela 36ª rodada da Série B (Divulgação / Twitter Vila Nova)

Felipe Melo
15/11/2021
20:03
Goiânia (GO)

Em jogo animado em Goiânia, Vila Nova e Vasco ficaram no empate em 2 a 2 pela 36ª rodada da Série B do Brasileirão. Pedro Bambu e Clayton marcaram para o Tigre, enquanto Morato e Daniel Amorim fizeram para os cariocas. Com o resultado, a equipe goiana chegou a 45 pontos e ainda luta para confirmar a permanência na competição - as chances de queda são remotas. O Cruz-Maltino, por sua vez, tem 48 e apenas cumpre tabela, já que não tem mais chance de garantir o acesso.


O próximo compromisso do Vasco será na sexta-feira, às 19h, em São Januário, diante do Remo. A equipe jogará a sua última partida em casa na temporada. O Vila Nova, por sua vez, recebe o Londrina, também na sexta, às 21h30, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga. As duas partidas serão válidas pela penúltima rodada da Série B 2021. 

SOLTOU O BAMBU
A partida começou bem disputada no meio de campo, com muita correria e erros de ambos os lados. A primeira chance dos visitantes aconteceu em uma cobrança de escanteio, que obrigou o goleiro Georgemy a afastar para o lado. Os donos da casa tentaram responder com Diego Tavares que carregou pela direita e chutou para fora.

Depois de uma cobrança de escanteio, Morato afastou o perigo, mas a bola foi para o meio da área. O volante Pedro Bambu aproveitou e soltou a bomba, que ainda desviou em Morato e foi para o fundo da rede de Lucão. 

GEORGEMY SALVA
Com muita dificuldade nas transições ofensivas,  a melhor chegada do Vasco no primeiro tempo aconteceu após Nene recuperar a bola e cruzar, na medida, para Daniel Amorim. O centroavante, que estava bem posicionado na área, cabeceou, mas o goleiro dos donos da casa fechou o ângulo e fez uma grande defesa. 

VIRADA CRUZ-MALTINA
Na volta do intervalo, o Vasco empatou a partida logo no primeiro lance. Na origem da jogada, Daniel Amorim deu um bom passe para Nene, que carregou e tocou para a área. O camisa 77 achou Morato, que só teve o trabalho de empurrar para a rede. Aos 7, Georgemy cortou errado de cabeça e bola sobrou para Daniel Amorim, que pegou de primeira e encobriu o arqueiro da equipe goiana para virar para o Vasco.

RESPOSTA DO TIGRE
No minuto seguinte, o Vila Nova conseguiu deixar tudo igual no placar. Clayton recebeu em condição legal e bateu cruzado, sem chance par o goleiro Lucão. A partir do empate, o jogo ficou mais disputado no meio de campo e o Gigante da Colina teve uma boa chance com João Pedro. O jovem recebeu de Morato e chutou em cima do goleiro do Vila Nova. 

FALTOU INSPIRAÇÃO
Na parte final da partida, faltou inspiração e sobrou transpiração. Os times até tentaram ficar com os três pontos, mas não conseguiram tirar a igualdade do placar. João Pedro teve mais uma chance, mas não conseguiu alcançar. No fim, Figueiredo tentou driblar Moacir, mas chutou para fora a chance da vitória vascaína.

No último lance de perigo, o Vila Nova quase desempatou. Depois de uma cobrança de falta, a bola ficou viva na área e Ricardo Graça afastou o perigo para salvar o Vasco no fim do jogo. 

FICHA TÉCNICA
VILA NOVA 2x2 VASCO

Data e horário: 15/11/2021, às 18h
Local: Estádio OBA, em Goiânia (GO)
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)
Assistentes: Leandro dos Santos Ruberdo (MS) e Cícero Alessandro de Sousa (MS)
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)

Cartões amarelos:
Alesson, Renato Silveira, Arthur Rezende, Willian Formiga (VIL) / Andrey, Matías Galarza e Léo Matos (VAS)

Gols: Pedro Bambu (13'/1T) (1-0) /Morato (1'/2T) (1-1) / Daniel Amorim (7'/2T)  (1-2) / Clayton (8'/2T) (2-2)

VILA NOVA (Técnico: Higo Magalhães)
Georgemy; Moacir, Rafael Donato, Renato e Willian Formiga; Pedro Bambu, Dudu e Arthur Rezende (Alan Grafite 29'/2T); Diego Tavares (Pedro Júnior 42'/2T), Clayton (Rafael Silva 36'/2T) e Alesson.

VASCO (Técnico: Fábio Cortez)
Lucão; Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castan, Riquelme; Andrey, Matías Galarza (Caio Lopes 40'/2T), MT (João Pedro 12'/2T); Morato (Juninho 40'/2T), Nenê e Daniel Amorim (Figueiredo 16'/2T).