Rogério Ceni - treino

Ceni deve optar por time reserva contra o Flamengo, pelo Brasileirão (Foto: Rubens Chiri / www.saopaulofc.net)

Rafael Ribeiro
04/08/2022
17:05
São Paulo (SP)

O São Paulo diagnosticou o que é necessário para se manter em pé: energia. O Tricolor passa por um dos momentos mais pesados da temporada, com uma sequência de decisões nas quartas de final das copas do Brasil e Sul-Americana. Além disso, a equipe luta para se manter na parte de cima da tabela do Campeonato Brasileiro. 


GALERIA
+ Confira como estão as negociações para renovações de contratos do elenco do São Paulo


Pelo menos foi esse o termo usado pelo técnico Rogério Ceni após a vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, na quarta-feira (3), no Morumbi.

E para ter essa energia necessária, Ceni antecipou que pretende repetir para o duelo deste sábado (6), contra o Flamengo, o que fez no último jogo do Tricolor pelo Campeonato Brasileiro: rodar o elenco.

- Acho que estamos tentando ganhar o próximo jogo. As copas foram consequência. Eu sempre falei que a minha prioridade era o Campeonato Brasileiro, e eu não consegui dar essa prioridade. Não consegui administrar isso, pelo número de lesões. Chegou um
momento em que nós tínhamos que repetir muitos jogadores, e as lesões — que eram só de tornozelo, de joelho, por trauma — se tornaram lesões musculares, pela repetição de muitos jogadores - disse Ceni antes de seguir.

- Eu não posso botar todos. Se eu botar daqui a sessenta horas os mesmos jogadores para jogar contra o Flamengo… o Atlético-GO fez isso, não fez? Ganhou do Corinthians, botou os mesmos onze e foi lá no Maracanã. Então, eu tenho que ter energia, porque, para jogar contra o Flamengo, se você não tiver minimamente energia, você é engolido - comentou o treinador.

Na derrota por 1 a 0 sobre o Athletico, em Curitiba (PR), Ceni mostrou a prioridade total para o duelo ante o Ceará. Escalou jovens recém-promovidos da base, como Moreira e Rodriguinho, promoveu Galoppo como titular e inovou em um esquema sem centroavantes. Tudo por conta da sua precaução pelo rival nordestino, muito elogiado pelo comandante tricolor por conta do vigor físico.

- É algo que nós vamos tentar fazer para o próximo jogo. Um ou outro atleta que começou o jogo de hoje pode começar. E tem muita gente boa do lado de fora querendo sua oportunidade. Cada um vai provar, porque, depois, nós temos quatro dias até o jogo de volta contra o Ceará. É esse dia a mais que eu tanto peço, de recuperação, para nós 2022 tentarmos fazer um time mais inteiro para os jogos das copas - analisou o treinador.

- As copas foram encaixando de maneira melhor, mas não podemos abrir mão do Brasileiro. Ninguém quer brigar por rebaixamento, e nós temos uma sequência muito difícil. Foi difícil no primeiro turno e, mesmo em casa, agora com dois jogos, são dois jogos contra uma equipe que só joga uma competição, que é o Bragantino, e outra que tem três times para jogar três competições - completou.

Pelo menos duas mudanças no time que enfrenta os cariocas serão obrigatórias para Ceni. O zagueiro Luizão e o atacante Luciano estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo e cumprem suspensão automática.

O Tricolor não vence pelo Brasileirão há cinco rodadas e está estacionado na décima colocação, com 26 pontos.

TABELA
> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Confira todos os jogos da Copa do Brasil-22
> Confira todos os jogos da Copa Sul-Americana-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!

Clique aqui e ganhe R$50 para jogar no Galera.bet