Tiago Volpi

já comemorou vitória na Arena Corinthians e, agora, espera repetir o feito pelo São Paulo (Foto: Bruno Ulivieri/O Fotográfico/Lancepress!)

Yago Rudá
17/02/2019
07:25
São Paulo (SP)

Neste domingo, às 19h, Corinthians e São Paulo protagonizam o décimo Majestoso na arena alvinegra, em Itaquera. Em crise após a vexatória eliminação na Copa Libertadores, na última quarta, o Tricolor tenta quebrar o jejum de nunca ter vencido seu rival no estádio da Zona Leste. Para isso, a equipe do Morumbi conta com o goleiro Tiago Volpi, algoz do Alvinegro na inauguração de sua casa.

Em maio de 2014, o Corinthians concretizava um sonho antigo e abria as portas de seu estádio aos torcedores. A festa da estreia, no entanto, não saiu conforme o esperado já que o time, na época comandado por Mano Menezes, perdia, por 1 a 0, para o Figueirense de Tiago Volpi.

O goleiro teve uma grande atuação naquela tarde e ajudou a equipe catarinense a colocar água no chopp dos corintianos. Cinco anos depois, o jogador volta ao estádio para, desta vez, defender as cores do São Paulo e tentar quebrar um incômodo tabu de seis derrotas e três empates em Itaquera.

Mergulhado em uma crise, o Tricolor pode usar o clássico como ponta de virada na temporada. Para isto, no entanto, precisa vencer o Corinthians em Itaquera. O técnico interino Vagner Mancini não deu nem sequer pista de qual deve ser o time titular do São Paulo no Majestoso. Algoz em 2014, Volpi é um dos poucos confirmados. Outro que deve pintar como titular é o volante Hudson, que cumpriu suspensão na rodada passada.

Com nove pontos em 18 disputados, o São Paulo é o vice-líder do Grupo D do Paulistão. Caso vá mal no Majestoso, o time do Morumbi pode até terminar a rodada fora da fase de classificação para as quartas de final. Por isso, o clássico com o Corinthians é de extrema relevância. Se vencer, o Tricolor reencontra a paz. Em caso de derrota, a crise tomará proporções gigantescas.