Montagem

Ivan Storti/Santos FC

Gabriel Santos
18/08/2020
06:00
Santos (SP)

O Santos vem se encaixando com o técnico Cuca e uma das posições que mais surge dúvida na cabeça do torcedor é a de primeiro volante. Titular com Cuca, Alison dá mais proteção para a defesa santista, mas acaba pecando muitas vezes na saída de bola. Ponto que Jobson, seu reserva imediato, qualifica a equipe, que acaba perdendo em marcação com ele em campo.


Os números do SofaScore, site especializado em estatísticas comprovam essa tese. Em doze jogos disputados, Alison teve uma média de três entradas e duas interceptações por partida. Porém, o que se destaca no jogador são as divididas. O camisa cinco santista vence 54% das dividas pelo chão e 53% dos duelos pelo alto, mostrando uma característica mais defensiva. 

A parte defensiva não é uma das principais qualidades de Jobson. Em dez jogos até aqui, o jovem de 24 anos não deu nenhuma entrada e fez uma interceptação por partida. Nas dividas, ele venceu 33% pelo chão e 50% nas bolas pelo alto. Além disso, Jobson foi expulso nesta temporada, ao contrário de Alison. 

Já nas construções ofensivas, a coisa muda de figura. Alison, sempre marcado pela forte marcação, peca em algumas estatísticas. O jogador tem 83% de eficiência nos passes, com 82% no campo de defesa e 85% no campo de ataque. Nas bolas longas, o camisa cinco tem 80% de aproveitamento, enquanto lançamentos certeiros são 75%. Nesta temporada, ele deu uma assistência.

Jobson já é mais conhecido por dar segurança nos passes e ajudar mais na construção de jogadas. Até o momento, ele tem uma média de 90% nos passes, sendo 88% no campo de defesa e 78% nos passes no campo de ataque. Porém, é nas bolas longas que ele se destaca. O camisa oito tem uma média de 70% de acerto nos lançamentos, e 89% nas bolas longas, explorando sempre a velocidade de Marinho e Soteldo pelos extremos do ataque. 

Vale destacar também que Jobson marcou um gol importante na vitória sobre o Defensa y Justicia, por 2 a 1, na Argentina, de virada, pela Libertadores. 

Sendo Jobson ou Alison titular, o torcedor santista pode ter a certeza de que estará bem servido, seja na raça e solidez defensiva do segundo, ou a calma e eficiência dos passes no primeiro.