Dudu Palmeiras

Dudu viajou para o Qatar na madrugada desta quinta-feira e assinará contrato de um ano (Reprodução/Instagram)

LANCE!
16/07/2020
14:16
São Paulo (SP)

Dudu viajou na madrugada desta quinta-feira para o Qatar, onde assinará contrato com o Al Duhail, clube que desembolsará 7 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões) para tê-lo por empréstimo de um ano. Antes de embarcar, o atacante falou que a saída é somente uma pausa em sua trajetória no Palmeiras, com quem segue vinculado até dezembro de 2023 - no ano que vem, a equipe do Oriente Médio terá opção de adquiri-lo em definitivo.

– Estou feliz por um lado e triste por outro. Espero ficar um tempo no Qatar, construir uma história bonita como no Palmeiras e, quando voltar, dar continuidade na minha trajetória no Palmeiras - disse o atacante, que atendeu a equipes da TV Globo e dos sites Gazeta Esportiva e Globo Esporte antes de embarcar no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP), e relatou uma despedida emocionada na Academia de Futebol, na quarta-feira passada.

- Sei o carinho que a torcida tem comigo, mas, como falei para meus companheiros no CT e o pessoal do clube: não é um adeus, é uma pausa na minha trajetória no Palmeiras. Fiquei um pouco emocionado na despedida, por tudo que fiz, pelas amizades. Mas tenho meu coração em paz e a consciência tranquila, porque sempre fiz meu melhor com a camisa do Palmeiras. Não é um adeus, é um até logo - reforçou, admitindo o desgaste que teve com a acusação de agressão à ex-mulher, Mallu Ohana, no mês passado.

- Tenho de ir. Passei momentos difíceis na minha vida particular. Peço desculpas por ter envolvido o nome do Palmeiras em páginas policiais. Estou provando que não fiz as coisas que me acusam e viajo bem em paz. Triste por deixar o Palmeiras, mas preciso desse tempo, estão me dando muita moral lá. Tenho que ir em paz e me preocupar em jogar futebol - declarou.

Dudu já realizou exames pedidos pelo Al Duhail na semana passada, e fará novas avaliações físicas e clínicas no Oriente Médio. Conhecerá comissão técnica, funcionários e seus futuros colegas do plantel pessoalmente e, na sequência, deve assinar contrato, última parte que falta para selar uma negociação que se arrasta há mais de um mês. O jogador deixou o Brasil com as informações de que todas as questões burocráticas estão resolvidas.

A expectativa é de que Dudu nem retorne a São Paulo - não à toa, utilizou suas redes sociais para publicar foto com dois filhos antes de viajar. O Al Duhail já poderá registrá-lo em 3 de agosto, quando abre a janela de inscrição para atletas vindos do exterior, e a liga nacional já será retomada no dia 25. As temporadas serão emendadas uma na outra no país e, por isso, é considerada uma perda de tempo o atacante voltar ao Brasil.

Houve uma mudança no acordo que já havia sido fechado verbalmente entre os clubes. Metas que obrigavam a compra, e que eram consideradas baixas, foram retiradas, permanecendo apenas 1 milhão de euros (R$ 6,1 milhões) como bônus pelo desempenho de Dudu. Mas segue o valor fixado de mais 6 milhões de euros (R$ 36,7 milhões) para compra, caso o time do Qatar deseje. E o Palmeiras acredita que o jogador convencerá o Al Duhail a desembolsar, no total, 14 milhões de euros (R$ 85,4 milhões) para tê-lo em definitivo. Ainda assim, o Verdão manteria 20% dos seus direitos econômicos.