João Dória - Prefeito

João Doria, governador de São Paulo, deu sua 87ª coletiva sobre coronavírus (Foto: Reprodução/TV Cultura)

LANCE!
08/07/2020
13:00
São Paulo (SP)

João Doria, governador de São Paulo, anunciou na tarde desta quarta-feira que está autorizado o retorno do Campeonato Paulista para o dia 22 de julho. A final está prevista para 8 de agosto, um dia antes da data marcada pela CBF para a retomada do Brasileirão. Se algum clube da Série A estiver na decisão, portanto, terá a estreia na competição nacional adiada para outra data.

- Os jogos deverão ocorrer obrigatoriamente em cidades que estejam na fase amarela do Plano São Paulo e sem a presença da torcida. No dia 22 de julho, vai acontecer a primeira rodada do Paulista. A previsão é de que a final seja disputada no dia 8 de agosto, sábado. E no dia seguinte, ao que tudo indica, começa o Brasileiro - disse o governador.

Neste momento, apenas a capital e 15 cidades da região metropolitana encontram-se na fase amarela. Ribeirão Preto, Araraquara, Campinas e Santos, por exemplo, estariam impossibilitadas de receber partidas neste momento. No entanto, ainda haverá duas reclassificações até o retorno da competição.

Restam seis datas para o fim do Campeonato Paulista, paralisado desde março. São duas rodadas da primeira fase, quartas de final e semifinal em jogos únicos e final em ida e volta. De acordo com o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, tabela e regulamento estão mantidos, restando apenas a divulgação das datas específicas de cada partida.

Provável tabela do Campeonato Paulista:


22/7 - quarta - penúltima rodada
26/7 - domingo - última rodada
29/7 - quarta - quartas de final
2/8 - domingo - semifinal
5/8 - quarta - final
8/8 - sábado - final

A Federação Paulista de Futebol elaborou um protocolo de saúde, com várias restrições, para que seja possível realizar partidas.

Na segunda-feira, Doria declarou que os clubes do Campeonato Paulista não poderiam iniciar a disputa do Brasileirão antes de encerrar a competição estadual. Com as datas anunciadas nesta quarta, não haverá conflito, exceto pela possibilidade de adiar as partidas dos eventuais finalistas, já que a primeira rodada está marcada para o dia seguinte à decisão.

- Temos um diálogo constante com o Rogério Caboclo, presidente da CBF, e vamos achar a melhor forma. esse assunto será cuidado quando se definirem os finalistas, mas vai ser resolvido de comum acordo com a CBF - emendou o presidente da FPF.