Entrevista Zico CFZ

Zico nas dependências do CFZ (Foto: Tadeu Rocha)

LANCE!
01/04/2020
19:35
Rio de Janeiro (RJ)

Maior ídolo do Flamengo, Zico está em sua residência no Rio de Janeiro, cumprindo quarentena, enquanto as atividades no futebol japonês, onde trabalha como diretor do Kashima Antlers, estão paralisadas. E, nesta quarta-feira, o Galinho de Quintino respondeu se seria ainda melhor no caso de ter sido treinado por Jorge Jesus, em seus tempos de craque.

- É, eu acho que na vida a gente sempre deve aprender. Melhoraria, talvez, em algumas situações que eu nunca me preocupei. Mas eu tive muitos treinadores bons, seja no Flamengo, na Seleção Brasileira, na Udinese... Isso depende muito em que situação você pode melhorar. No início da minha carreira, tive a oportunidade de atuar em diversas posições. Se aparecesse uma brecha em qualquer lugar eu ia... No lado esquerdo, direito, de centroavante, até chegar à minha posição, onde conquistei a confiança do treinador e não larguei mais.

- Na vida, a gente tem que pensar sempre nisso, em aprender alguma coisa com alguém. Há pouco vi uma entrevista do Thiago Maia, que falou que outro jogador disse para ele que iria crescer como jogador se viesse para o Flamengo e trabalhar com Jorge Jesus. Todo mundo comenta sobre isso, que ele (Jesus) é um muito franco, sincero, direto, fala o que você não gosta de escutar mas precisa, e não o que você quer ouvir - completou, em entrevista ao canal "Coluna do Fla", no YouTube.

Zico afirmou ainda que fez um lobby para Jesus renovar com o Flamengo, quando parou de gravar a entrevista como treinador para o seu canal no YouTube, há poucos dias. Outro tema foi a respeito de Gabigol.

De ídolo para ídolo, Zico rasgou elogios ao camisa 9 do Fla, brincando acerca de uma "roubadinha" que pode ter contribuído para o sucesso do goleador:

- Está ótimo. Eu, como torcedor do Flamengo, fico feliz também. Mas ele me deu uma roubadinha. Quando veio gravar comigo, veio aqui e pegou sorte. Ele é um garoto muito legal, merece tudo que está conseguindo. Não o conhecia pessoalmente, mas quando fui entrevistá-lo, achei uma grande humildade. Não desrespeita ninguém. Merece todo esse sucesso e esse carinho. Ser ídolo não é só fazer gol, é ter postura, conhecimento e responsabilidade. Ele escolheu certo em ficar no Flamengo. Tem um futuro imenso e tomara que bata mais recordes. O importante é que ele já marcou história no clube.

Zico também foi abordado sobre outros assuntos. Sublinha-se também a opinião do Galinho considerando a hipótese do Campeonato Brasileiro deste ano ser em formato de mata-mata como uma "medida sensata", já que o mundo está revirado por conta da pandemia do novo coronavírus.