Gabigol, Petkovic e Júnior - Libertadores

Petkovic, à direita, Gabigol, centro, e Júnior, à esq., comemoram o título do Flamengo em Lima (F: Antonio Lacerda)

Matheus Dantas e Lazlo Dalfovo
27/05/2020
12:00
Rio de Janeiro (RJ)

Em 27 de maio de 2001, Petkovic foi o responsável a levar a Nação ao êxtase, marcando o gol que garantiu o tricampeonato carioca diante do Vasco, há exatos 19 anos. No ano passado, foi Gabriel Barbosa, duas vezes, que fez os gols da conquista da Libertadores, em Lima, no Peru, a qual o ex-meia sérvio acompanhou in loco. Estes dois títulos estão entre os mais emocionantes do Rubro-Negro, e Pet comparou as emoções vividas de perspectivas diferentes.

- Em termos de emoção é bem parecido. Quando você assiste de fora tem mais impacto do que quando você participa. Como participante, no momento, você está lá para fazer acontecer, mostrar o seu melhor de si. Você está lá e tem que entender isso como uma circunstância de jogo que te deu a oportunidade de ser o escolhido - afirmou o ídolo Petkovic ao LANCE!, antes de complementar:

- Foi assim que me senti na época como jogador. A adrenalina foi muito grande no momento, depois ao esperar acabar o jogo, medo de acontecer algo contra. Quando estava lá assistindo em Lima, como todos torcedores, senti a emoção forte demais. A diferença é que estava acreditando que o Flamengo ia virar aquele jogo. Não sei. No gol do Gabigol, para mim, consegui realmente me sentir um pouco como aqueles torcedores em 2001. Então vivi isso de maneiras diferentes, com sentimentos diferentes, mas de tamanhos enormes - finalizou.

Em novembro de 2019, Petkovic esteve na cobertura da final entre Flamengo e River Plate, da Argentina, como comentarista da TV Globo. Contudo, o sérvio não escondeu a emoção e a felicidade com os gols de Gabriel Barbosa, já nos minutos derradeiros da segunda etapa, que deram ao clube o Bi da América.

A imagem do efusivo abraço entre Petkovic, Júnior - histórico lateral-esquerdo do Flamengo e, hoje, comentarista da TV Globo - e Gabriel Barbosa, o Gabigol, após o título no Estádio Monumental de Lima, no Peru, acabou viralizando.