Maurício Souza

Maurício Souza faz sucesso no comando do time sub-20 (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Lazlo Dalfovo
03/12/2019
14:46
Rio de Janeiro (RJ)

O Flamengo vive um ano mágico. E as conquistam não se restringem apenas aos profissionais. Nas categorias, os times sub-17 e sub-20 levantaram canecos relevantes. O último troféu foi comemorado no domingo (1), quando a equipe comandada por Maurício Souza bateu o Palmeiras na decisão do Brasileiro Sub-20, por 3 a 1 (placar agregado), inclusive com provocações aos alviverdes. 

Uma semana antes, Maurício tinha visto os seus comandados ficarem com o título estadual, com direito à utilização de atletas da categoria abaixo, como Lázaro, Gabriel Noga e Daniel Cabral, campeões brasileiros sub-17 neste ano.

Enfileirando títulos, Maurício Souza está repleto de moral no Fla, que não hesita em apostar na garotada. Ao LANCE!, o treinador do time sub-20 passou a limpo a campanha do Brasileirão sub-20, um título inédito para a Gávea. Confira:  

- Foi o primeiro título brasileiro Sub-20 do Flamengo, também o primeiro Campeonato Brasileiro nesse novo modelo, com 19 rodadas, e tivemos uma rotina bem parecida com a do time profissional, com viagens e concentrações antes dos jogos.

Depois das 19 rodadas, classificando apenas oito clubes para a fase de mata-mata, depois de liderar boa parte da fase classificatória, conseguimos manter a regularidade nos mata-matas. As características mudam bastante, comparando a fase de classificação e o mata-mata, e fomos regulares e competitivos nas duas.

Eu acho que o mais bacana é trazer um título que o Flamengo ainda não tinha, e isso, além de gratificante, coroa um trabalho bastante difícil, de um ano bastante difícil, com várias competições em que, durante a temporada, tivemos que montar uma equipe, remontar essa equipe e nós conseguimos isso. A felicidade é muito grande e todos que trabalham na base do Flamengo estão de parabéns - escreveu Maurício, em contato com a nossa reportagem.

Na última partida da decisão do Brasileiro, a título de curiosidade, Maurício entrou em campo com: Hugo Souza; Matheuzinho, Alemão, Natan e Ramon; João Gomes; Wendel, Luiz Henrique, Richard Ríos e Yuri César; Vitor Gabriel.