Jorge Jesus

Jorge Jesus foi campeão brasileiro em 2019 (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

LANCE!
03/03/2021
15:25
Rio de Janeiro (RJ)

O título do Brasileirão conquistado pelo Flamengo foi comemorado do outro lado do Atlântico por um personagem especial, que desperta boas lembranças para a torcida rubro-negra. Em coletiva de imprensa do Benfica nesta quinta-feira, Jorge Jesus foi perguntado sobre a conquista recente do ex-clube e não escondeu a felicidade e o carinho pelos antigos comandados.

+ De Matheus Cunha a Wewerton, conheça as caras novas que vão defender o Flamengo no início do Carioca

- Se me perguntar que clube quero que vença a Liga Europa, vou dizer Arsenal porque estão lá dois jogadores que tiveram comigo, que são o David Luiz e o Pablo Marí. O Flamengo é a mesma coisa. É uma equipe onde deixei jogadores e amigos e nós queremos sempre o bem dos amigos. Fiquei feliz que eles ganharam.

Vale lembrar que o Benfica foi eliminado da Liga Europa justamente para o Arsenal, na última semana. O treinador sofre com a pressão constante da torcida do clube português, que não faz boa temporada. No campeonato local, o Benfica ocupa a quarta colocação, com 42 pontos - 13 a menos que o líder Sporting.

Devido a essa instabilidade, o nome de Jesus continua sendo relacionado a uma possível volta ao Flamengo. Amigo próximo do Mister, Marcos Braz concedeu entrevista ao site "ge" e revelou ter contato com o técnico de forma natural. No entanto, o VP de futebol rubro-negro desconversou sobre o mau momento dele no Benfica e um possível retorno ao Brasil.

- Eu não preciso de intermediário para falar com o Jorge Jesus. Eu não preciso de intermediário para receber qualquer tipo de informação do Jorge Jesus. Eles vão querer falar de Jorge Jesus para mim? É piada. Se eu quiser falar alguma coisa com o Jorge, ou se ele quiser falar algo para mim... A gente se fala não toda hora, mas no Natal, no Réveillon, nas datas de um grande jogo. Estão querendo mostrar um negócio... parece até que o Flamengo não quer o Jorge. Se está bem ou mal, essa análise não é minha.

- Dura um bom tempo pelos resultados que ele deixou aqui. O Jorge é um cara fenomenal, trabalhador, correto, mas está contratado. E a opção de ir embora foi dele. Mas não é demérito nenhum. Eu entendi. Um mundo louco, de pandemia, a família não podendo vir para cá. Ele com restrições. A vacina está aí e não chega para todo mundo. A gente tem que ter paciência e tranquilidade para que comece a temporada. Eu acho que daqui a pouco alguns fantasmas vão desaparecendo.