Filipe Luís

Filipe Luís vai disputar a Copa América com a Seleção Brasileira (Foto: AFP)

Thiago Ferri
11/06/2019
19:39
São Paulo (SP)

Depois de repatriar Rafinha, o Flamengo sonha com mais um reforço do futebol europeu: Filipe Luís. O clube já conversou com o lateral-esquerdo, que fica sem contrato com o Atlético de Madrid no próximo dia 30. Convocado por Tite, ele disse que só anunciará qual será seu futuro após a Copa América.

- Agora acaba meu contrato, eu tenho a possibilidade de permanecer no Atlético ou de sair. As portas estão abertas, já falei com a comissão e não vou especular, nem vou dizer sim para ninguém antes da Copa América. Por respeito à Seleção, até peço que antes de especularem, que falem comigo. Só vou resolver meu futuro a partir do momento que acabar a Copa América e minha cabeça sair da Seleção Brasileira - avisou.


Filipe tem 33 anos e está na Europa desde 2004, quando deixou o Figueirense. Figura constante na Seleção Brasileira, o lateral-esquerdo joga há praticamente 14 anos na Espanha, com passagens por Real Madrid Castilla, La Coruña e Atlético de Madrid (duas vezes). Entre 2014 e 2015, ele jogou no Chelsea (ING).

A volta ao Brasil, ainda que seja uma meta, é algo tratado com cautela por Filipe, justamente por ter uma vida constituída na Europa. 

- Não fecho nenhuma porta, sei como é o Brasil. Eu gostaria de um dia, no futuro, jogar aqui (no Brasil) e viver esta experiência. Sonho ganhar um Brasileiro, mas tudo será tratado depois da Copa América - completou.

Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo, já havia dito que esperaria a decisão de Filipe Luís. O cenário é semelhante ao que o clube já viveu com Rafinha. A partir do momento em que o lateral-direito decidiu sair do Bayern (ALE) e voltar ao Brasil, fechou por dois anos com o Rubro-Negro.

- O mesmo projeto que apresentamos ao Rafinha, apresentamos a ele. Ele está há 14 ou 15 anos na Europa, a decisão não é somente de trocar de clube, é de vida. Quando estivemos com ele, ainda não tinha a convocação para Seleção Brasileira. Ele pediu um prazo, e o prazo foi dado, exatamente como o Rafinha. Está dentro desse prazo - disse Braz, no dia 31 de maio.