Cássio

Cássio durante cobranças de pênaltis contra o Santos (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Ana Canhedo
10/04/2019
16:02
São Paulo (SP)

Em sua entrevista coletiva, o goleiro Cássio respondeu ao menos a seis perguntas sobre o rival São Paulo. A final do Campeonato Paulista está marcada para domingo, às 16h, quando o Corinthians entrará em campo no Morumbi para tentar levar uma boa vantagem à Arena. Um dos principais jogadores do elenco alvinegro, o goleiro fez uma detalhada análise de tudo que envolve os dois confrontos. 

Primeiro, falou sobre a mudança na mentalidade do rival e no momento melhor do São Paulo em relação ao começo do campeonato: 

- É uma equipe bem diferente da que enfrentamos (na primeira fase). Hoje, eles têm novo treinador (Cuca), bem vitorioso, uma equipe bem diferente. Se chegou à final, tem seus méritos, passou por momentos difíceis e superou. Será uma grande final, temos respeito pelo São Paulo, mas vamos em busca de mais um título. Vamos domingo em busca da vitória para confirmar o título - disse Cássio, e seguiu, ainda sobre o tema: 

- Temos que ver as qualidades do São Paulo, mas temos que nos preocupar com nós mesmos. São Paulo evoluiu, botou meninos da base, mas temos que fazer o melhor para nós. Quando você se preocupa muito com o adversário, acaba não se preparando bem. 

Depois, Cássio foi questionado se há favorito no confronto. O Corinthians, vale ponderar, decidirá em casa: 

- Não tem favorito, as duas equipes chegaram na final por pênaltis, cada ano é um final diferente. Vamos enfrentar uma equipe com mentalidade diferente, temos respeito, mas vamos em busca de duas vitórias. Teve momentos de instabilidade lá atrás, mas respeitamos. Já ganhamos quando não éramos favoritos e já perdemos quando éramos. 

Na visão de Cássio, além de não existir favorito, os dois times também dividem a pressão para conquistar o título. O São Paulo pelo jejum de títulos e o Corinthians pelo excesso deles nos últimos anos: 

- São situações que os dois lados vem com pressão. São Paulo por não chegar a final há um bom tempo. E a gente, como vem ganhando títulos, há essa pressão de ganhar sempre. Jogamos em casa na decisão, mas é 50% para cada lado. As duas equipes tem coisas para serem pressionadas, faz parte. Espero que essa pressão de estar na final aconteça sempre. 

Pelo fato de decidir em casa, o Corinthians pode ser obrigado a ver o rival comemorar um título na Arena. Cássio não está preocupado com isso: 

- Difícil comparar (com o título conquistado no passado, no Allianz Parque, diante do Palmeiras). A Ponte Preta (em 2017) tinha essa chance (de comemorar na Arena) e a gente ganhou o título. Difícil comparar, nem vamos ficar pensando nisso. Vamos trabalhar para fazer um grande jogo no Morumbi e outro grande em casa. Temos que nos preparar bem. 

Por fim, Cássio falou sobre torcida única. O goleiro, embora ponderado, deixou claro que preferia ver duas torcidas no estádio: 

- Honestamente não gosto. Preferia as duas torcidas. Mas enquanto as torcidas não souberem se comportar e seguir tendo brigas, a gente vê, na Libertadores teve.Não estou para defender a minha ou julgar a adversária, mas fica difícil. Às vezes até morte tem. Vejo vídeos antigos dos estádios divididos, provocações. Seria legal.