Guilherme Amaro
06/07/2018
07:00
São Paulo (SP)

No segundo semestre, o Corinthians deve ser escalado com um centroavante, após atuar na maioria do ano sem referência, no 4-2-4. Esse era um desejo do técnico Osmar Loss, que agora tem mais opções para colocar a ideia em prática.

No primeiro semestre, o Timão sofreu com faltas de opções para o setor: Kazim não agradou, ficou fora da lista da Libertadores e deve acertar com um clube mexicano nas próximas horas, enquanto Danilo ainda é visto como opção para o decorrer das partidas. No fim de fevereiro, o Corinthians contratou Matheus Matias do ABC, mas adotou cautela com o atacante, que completou 20 anos na semana passada.

Agora, porém, o cenário é diferente. Roger foi contratado em abril e será inscrito para o mata-mata da Libertadores. Quem também deve virar opção no torneio sul-americano é Jonathas, apresentado na última quinta-feira.

Ou seja, Loss agora tem cinco centroavantes em seu elenco, sendo que Kazim deve deixar o clube. No amistoso contra o Cruzeiro, o treinador escalou a equipe titular no 4-2-3-1, com Roger sendo referência.

- A ideia é ter um referencial na frente. Nosso time soube usar bem o ano passado isso, temos bastante opções agora. Acho que a ideia de jogar com dois meias está mais clara nessa temporada, então estamos tentando implantar isso (jogar com centroavante) agora - afirmou Loss.