Fellipe Lucena
17/06/2018
08:00
São Paulo (SP)

Não é muito comum ver Lionel Messi desperdiçando um pênalti. No empate por 1 a 1 com a Islândia, neste sábado, ele parou no goleiro Halldorsson e perdeu sua quarta cobrança com a camisa da seleção argentina. Quais foram?

São poucas, mas doídas... Esta impediu a equipe comandada por Jorge Sampaoli de estrear vencendo na Rússia e aumentou a pressão em cima do camisa 10, que completou cinco jogos seguidos sem marcar gols em Copas do Mundo: além do duelo contra os islandeses, passou em branco nos quatro mata-matas de 2014.

- Obviamente estamos na bronca, doídos com o que aconteceu. Me sinto responsável por não levarmos os três pontos. Eu poderia ter mudado tudo com o pênalti, mas agora vamos pensar na Croácia - declarou La Pulga, já projetando o jogo de quinta, às 15h (de Brasília), que tornou-se crucial.

A última batida errada do craque quase o fez abandonar de vez a seleção argentina: foi na disputa de pênaltis que decidiu a Copa América Centenário, em 2016, contra o Chile do goleiro Claudio Bravo. Somado à Copa do Mundo de 2014 e à Copa América de 2015, era o terceiro vice-campeonato seguido de sua geração. Ele chegou a anunciar que não defenderia mais o país, mas voltou atrás.

Os outros dois erros foram em amistosos, um deles contra o Brasil: Jefferson defendeu um tiro do hermano em 2014, no jogo que terminou com vitória verde e amarela por 2 a 0. Manuel Neuer já havia agarrado um pênalti cobrado por ele, em 2012, mas a Argentina venceu a Alemanha por 3 a 1 naquele amistoso, inclusive com um gol do camisa 10.

Ao todo, foram 17 cobranças convertidas com a camisa alviceleste. Quatro dessas foram em importantes disputas de pênalti: Uruguai (quartas da Copa América de 2011), Holanda (semifinal da Copa de 2014), Colômbia (quartas da Copa América de 2015) e Chile (final da Copa América de 2015). A Argentina venceu contra holandeses e colombianos e perdeu para uruguaios e chilenos.

Considerando também os jogos pelo Barcelona, Messi já cobrou 107 pênaltis na carreira e converteu 82 (76,6% de aproveitamento).