Estádio Nilton Santos - Botafogo

Botafogo manda os jogos no estádio Nilton Santos (Foto: Vitor Silva / SS Press / BFR)

LANCE!
22/03/2021
22:23
Rio de Janeiro (RJ)

Nesta segunda-feira, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), anunciou a proibição dos jogos do Campeonato Carioca no munícipio entre os dias 26 de março à 4 de abril - a medida também é válida para o município de Niterói. O Botafogo se manifestou oficialmente a favor das determinações das autoridades.  

CONFIRA A NOTA DO BOTAFOGO

"O Botafogo de Futebol e Regatas manifesta o seu posicionamento de concordância com as determinações das autoridades do Rio de Janeiro e Niterói em virtude do recrudescimento da pandemia COVID-19.

O Botafogo reitera a importância de que todos reforcem os cuidados com a saúde e intensifiquem os hábitos de prevenção, conforme orientado pelos órgãos de saúde."

ENTENDA O CASO

Nesta segunda-feira, os prefeitos do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), e de Niterói, Axel Grael (PDT), confirmaram que os municípios adotarão medidas mais rigorosas para combater o avanço do novo coronavírus. Assim, haverá um "superferiado", já anunciado pelo Governo do Rio, durante dez dias, entre 26 de março e 4 de abril, em que apenas os serviços essenciais funcionarão.

Não poderão funcionar

​Lojas de comércio não essencial; shoppings; bares, lanchonetes e restaurantes (podem funcionar apenas no esquema de entrega ou drive thru); boates; danceterias; museus; galerias; salões de cabelereiro; bibliotecas; clubes; quiosques; parques de diversão; escolas; universidades; creches; universidades; creches; cirurgias e procedimentos em unidades da rede pública; eventos esportivos incluindo jogos de futebol; permanência nas praias continuam proibidas (as atividades físicas individuais, contudo, estão permitidas); estabelecimento de ensino de esportes, música, arte, cultura, cursos de idiomas, cursos livres, preparatórios e profissionalizantes (presenciais); e centro de treinamento e formação de condutores.

Poderão funcionar, mas com restrições

Bancas de jornal, sendo proibidas a venda de bebida alcóolica; supermercado; farmácia; atividades físicas individuais em parques e praias; transporte. comércio atacadista; pet shop; loja de material de construção; locação de carros; serviços funerários; bancos; serviços médicos; mecânicas e loja de autopeça; hotelaria, com serviço de alimentação restrito a hospedes; igrejas; postos de combustíveis; feiras livres; serviços de telecomunicações, teleatendimento e call center.