Botafogo - Campeão Copa Conmebol 1993

Botafogo foi campeão da Copa Conmebol de 1993 (Foto: Arquivo L!)

LANCE!
04/04/2021
16:45
Rio de Janeiro (RJ)

Antes da partida contra a Portuguesa, no estádio Giulite Coutinho, válida pela oitava rodada do Campeonato Carioca, o Botafogo convidou André Silva, campeão da Copa Conmebol de 1993, para participar do pré jogo da Botafogo TV. A conquista do título veio nos pênaltis, após um empate no tempo regulamentar por 2 a 2. O ex-jogador relembrou o confronto e revelou que a equipe não ficou tranquila com o gol da virada sobre o Peñarol, do Uruguai.

> Passagem de Kalou pelo Botafogo foi para ser esquecida

- Tomamos o primeiro gol, mas conseguimos o empate e a virada, que também não nos deu tranquilidade.  Quando conseguimos a virada, o jogo não deixou de ser pesado, na verdade, ficou mais pesado ainda porque eles começaram a bater mais, tiveram algumas atitudes ali que não fazem parte do futebol, mas enfim. Naquela época, fazia.

André Silva destacou que o pênalti perdido por Sinval, um dos destaques do Botafogo na competição, deixou o grupo um pouco apreensivo. Sinval havia marcado o gol da virada aos 22 minutos da etapa final, mas o Alvinegro sofreu o empate nos minutos finais da partida.

- O que mais nos deixou apreensivo foi no momento em que o Sinval perdeu o pênalti, o primeiro batedor. Nós tínhamos treinado para chegar aos momentos das penalidades, mas a gente não achava que iria chegar nas penalidades. Então, assim, quando o Sinval perdeu o primeiro pênalti, veio aquela coisa na cabeça "e agora, o que é que eu vou fazer", veio aquela ducha de água fria.

André Silva ainda destacou que bater pênaltis não é fácil. Ele lembrou das dificuldades da época e a violência dos uruguaios dentro de campo para dimensionar as dificuldades que os jogadores enfrentaram naquele momento. 

- As pessoa até me perguntam como é aquela caminhada do meio do campo do Maracanã até lá na frente. Cara, se você olhar para o lado, não vai. Primeiro que você já jogou 90 minutos, chuteira de trava de alumínio, o pau cantando, então era um desgaste físico enorme, mental também.

No entanto, apesar destas dificuldades, ele lembrou que havia treinando bem e isso o ajudou naquele momento. André Silva foi o último cobrador do Botafogo, antes do erro de De los Santos, que deu o título ao clube de General Severiano. 

-  Mas, ao mesmo tempo, vem a certeza "se você treinou bem, se você qualificou durante a semana para fazer aquilo, vai lá, vai com fé porque a coisa vai acontecer", o que acabou acontecendo.

André Silva também revelou que já assistiu anos depois da conquista. Ele destacou que o jogo foi duro e também comparou o futebol daquela época com o futebol de hoje. 

- Foi um jogo bastante intenso, se tratava de uma final. Assistindo o jogo depois que passou esse tempo todo, hoje, você vê um futebol totalmente diferente, tem o futebol ativo e o reativo. Naquela época, a gente jogava futebol, não tinha essa de esperar o adversário não. Era atacar e já atacava defendendo.