icons.title signature.placeholder Luiz Signor
icons.title signature.placeholder Luiz Signor
13/07/2013
14:31

Vitor Júnior foi contratado pelo Internacional como opção para o setor ofensivo, mas o camisa 16 não tem recebido muitas oportunidades no retorno ao clube que o revelou. Propostas de outras equipes vieram, mas ele se mantém motivado no Colorado. Corresponder às expectativas no clube pelo qual a sua família torce é o seu objetivo, assim como ter uma chance diante do Fluminense, neste sábado, em jogo da sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

São apenas 11 jogos na temporada, sendo três como titular (ou 356 minutos em campo) e um gol. Dunga já fez questão de destacar em diversas oportunidades que conta com todos os jogadores do elenco colorado e valoriza aqueles que entram em campo e correspondem. É exatamente isso que faz com que Vitor Júnior mantenha a esperança de ter mais chances no Inter, embora o treinador não tenha conversado com ele sobre as poucas chances oferecidas ao longo do ano.

- Essa conversa do Dunga (por não me utilizar muito) não existe, mas ele deixa bem claro que o Campeonato Brasileiro é uma competição longa e que precisará de todos. Ele sempre diz que todos os jogadores precisam estar preparados, pois a oportunidade pode aparecer a qualquer momento - disse o jogador, em entrevista ao LANCE!Net, antes de destacar a sua expectativa de poder atuar contra o Fluminense no dia do aniversário da filha Ana Carolina, que completa 6 anos neste sábado.

- As oportunidades realmente não estão aparecendo com tanta frequência, até pela qualidade do grupo, que do meio para frente conta com jogadores muito bons. Mas estou trabalhando fortemente e espero que ela possa vir nesse jogo contra o Fluminense.

E MAIS:
> Inter remarca para terça reunião por Nilmar e aguarda Al-Rayyan
> Caio volta a treinar com bola no Inter e se aproxima de retorno ao time

O Inter negociou Fred com o Shakhtar Donetsk, buscou no clube ucraniano a contratação de Alan Patrick e ainda trabalha para concretizar a chegada de mais um jogador para o setor de criação - que venha para ser titular ao lado de D'Alessandro. As notícias não desanimam Vitor Júnior, que recebeu propostas de Náutico e Sport, mas optou por seguir no Colorado. Ele quer vencer em sua segunda passagem pelo clube.

- O Inter é o clube do coração da minha família, onde dei meus primeiros passos no futebol. E futebol é sequência e confiança do torcedor. Estou buscando isso. Existiu o interesse de vários clubes, mas a minha vontade sempre foi a de permanecer. Coloquei como meta buscar meu espaço aqui no Inter e, mesmo estando no meio do ano, o futebol é muito dinâmico. Estou muito focado aqui, independentemente de estar jogando ou não. Vou seguir trabalhando - concluiu o camisa 16.

O Internacional de Vitor Júnior, que começará o jogo como opção no banco de reservas, entra em campo diante do Fluminense a partir das 18h30 deste sábado, no Moacryzão, em duelo válido pela sétima rodada do Brasileirão e que terá transmissão em tempo real do LANCE!Net.

Vitor Júnior foi contratado pelo Internacional como opção para o setor ofensivo, mas o camisa 16 não tem recebido muitas oportunidades no retorno ao clube que o revelou. Propostas de outras equipes vieram, mas ele se mantém motivado no Colorado. Corresponder às expectativas no clube pelo qual a sua família torce é o seu objetivo, assim como ter uma chance diante do Fluminense, neste sábado, em jogo da sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

São apenas 11 jogos na temporada, sendo três como titular (ou 356 minutos em campo) e um gol. Dunga já fez questão de destacar em diversas oportunidades que conta com todos os jogadores do elenco colorado e valoriza aqueles que entram em campo e correspondem. É exatamente isso que faz com que Vitor Júnior mantenha a esperança de ter mais chances no Inter, embora o treinador não tenha conversado com ele sobre as poucas chances oferecidas ao longo do ano.

- Essa conversa do Dunga (por não me utilizar muito) não existe, mas ele deixa bem claro que o Campeonato Brasileiro é uma competição longa e que precisará de todos. Ele sempre diz que todos os jogadores precisam estar preparados, pois a oportunidade pode aparecer a qualquer momento - disse o jogador, em entrevista ao LANCE!Net, antes de destacar a sua expectativa de poder atuar contra o Fluminense no dia do aniversário da filha Ana Carolina, que completa 6 anos neste sábado.

- As oportunidades realmente não estão aparecendo com tanta frequência, até pela qualidade do grupo, que do meio para frente conta com jogadores muito bons. Mas estou trabalhando fortemente e espero que ela possa vir nesse jogo contra o Fluminense.

E MAIS:
> Inter remarca para terça reunião por Nilmar e aguarda Al-Rayyan
> Caio volta a treinar com bola no Inter e se aproxima de retorno ao time

O Inter negociou Fred com o Shakhtar Donetsk, buscou no clube ucraniano a contratação de Alan Patrick e ainda trabalha para concretizar a chegada de mais um jogador para o setor de criação - que venha para ser titular ao lado de D'Alessandro. As notícias não desanimam Vitor Júnior, que recebeu propostas de Náutico e Sport, mas optou por seguir no Colorado. Ele quer vencer em sua segunda passagem pelo clube.

- O Inter é o clube do coração da minha família, onde dei meus primeiros passos no futebol. E futebol é sequência e confiança do torcedor. Estou buscando isso. Existiu o interesse de vários clubes, mas a minha vontade sempre foi a de permanecer. Coloquei como meta buscar meu espaço aqui no Inter e, mesmo estando no meio do ano, o futebol é muito dinâmico. Estou muito focado aqui, independentemente de estar jogando ou não. Vou seguir trabalhando - concluiu o camisa 16.

O Internacional de Vitor Júnior, que começará o jogo como opção no banco de reservas, entra em campo diante do Fluminense a partir das 18h30 deste sábado, no Moacryzão, em duelo válido pela sétima rodada do Brasileirão e que terá transmissão em tempo real do LANCE!Net.