icons.title signature.placeholder LANCE!Bizz
16/12/2013
16:24

A Trevisan Escola de Negócios divulgou nesta segunda-feira (16) uma pesquisa sobre a média de público e de bilheteria do Palmeiras em 2013, ano em que o clube paulista conquistou a Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado é semelhante ao observado pelo Corinthians na comparação entre 2007 e 2008: o rebaixamento à Segunda Divisão foi positivo para o clube no que diz respeito às receitas com bilheteria.

O Palmeiras arrecadou este ano uma renda líquida de R$ 6 milhões, com bilheteria 78% maior e uma média de público 25% superior à apresentada em 2012, ano em que disputou a Série A. Nos jogos em casa, o Verdão registrou uma média de público pagante de 14.974 torcedores, superior em 25% em relação ao ano passado.

A influência do clube também se estendeu às partidas em que jogou como visitante, segundo o pesquisador José Gabriel Leiva.

- Um time grande na Série B tem um impacto positivo no público e renda de todas as demais agremiações que disputam a competição. A arrecadação líquida total foi de R$ 22.965.456, sendo que a renda obtida pelo Palmeiras em casa representa 26% desse valor - disse o pesquisador.

As 38 partidas jogadas pelo Palmeiras em 2013 geraram R$ 10.939.078 aos clubes, representando 48% da arrecadação líquida da Série B. O clube teve a maior renda líquida, ficando em segundo lugar quanto ao total de público como mandante, atrás somente do Sport Clube Recife.

- Ter o Verdão como adversário foi negativo para os rivais no índice técnico, mas um excelente negócio no aspecto financeiro, pois o time paulista representou aumento médio de 41% na receita líquida das outras 19 equipes que disputaram a Série B. Nas partidas em que o Palmeiras jogou como visitante, a média de público pagante foi de 14.269 torcedores e a arrecadação líquida total gerada, de R$ 4.878.198. - observou José Gabriel Leiva.