icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/03/2014
16:19

Artilheiro do Palmeiras no ano com sete gols, Alan Kardec evita se envolver na negociação pela sua permanência no Verdão - as tratativas com o Benfica (POR) já estão encaminhadas. Naquela que o camisa 14 considera ser sua melhor fase na carreira, ele diz que seu foco está apenas no campo, e uma mudança nisto pode atrapalhar seu rendimento no início das decisões no Campeonato Paulista.

- Não conversei com ninguém (do Benfica), até porque estamos entrando no mata-mata e me preocupar com coisas extra-campo pode me atrapalhar. Quem precisa está vendo isto com muito carinho. Minha vontade é de permanecer, espero que seja um desejo de todas as partes. Sei que o Palmeiras também quer, mas não estou vendo isto pessoalmente - disse o jogador.

Com 21 gols em 42 jogos pelo Alviverde, Kardec está emprestado até o fim de junho ao clube, que tem até o último dia de maio para exercer a prioridade na aquisição do atleta. O Palmeiras terá de desembolsar 4 milhões de euros (cerca de R$ 13 milhões) para ter os direitos econômicos do centroavante.

Enquanto já se adiantou a forma de pagamento com os portugueses, os próximos passos são o acerto salarial com Alan Kardec – as conversas já começaram – e, enfim, o depósito do dinheiro na conta do Benfica. A ideia é fazer um contrato longo com o artilheiro, que diz viver no clube sua melhor fase (é a melhor média de gols em sua carreira). Por isto, ele não descarta celebrar um gol no clássico deste domingo, contra o Santos, seu ex-clube.

- Esta é uma outra etapa em minha vida, estou muito feliz, talvez no melhor momento da carreira, então nada mais justo do que comemorar sem ser agressivo ou para provocar o Santos - acrescentou. 

No Papo com Benja, Kardec não garante permanência no Palmeiras