icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/07/2013
16:51

Ao receber a notícia da convocação para o UFC Rio 4 , Thiago Marreta sentiu uma alegria em dobro. Além do fato de estar na principal organização de MMA do mundo, o lutador terá a chance de fazer sua estreia no octógono ao lado de casa, já que é morador da Cidade de Deus e a luta contra Cezar Mutante será realizada no HSBC Arena, na Barra da Tijuca, a apenas sete quilômetros de onde reside .

Marreta recebeu a notícia no dia 18 de julho, duas semanas antes do evento, enquanto treinava e fazia preparação física com Phillip Lima. Ele espera contar com as boas energias vindas da comunidade que ficou famosa mundialmente pelo filme dirigido por Fernando Meirelles em 2002.

- Eu não sabia se corria, pulava, gritava... Fiquei louco quando soube que estava no UFC. Chorei muito, foi uma felicidade muito grande. O UFC vai estar aqui, do lado da minha casa, então acho que terei o apoio da torcida. Apesar de ser uma luta entre dois brasileiros, creio que a torcida carioca fique ao meu favor. Moro na Cidade de Deus, que é uma comunidade muito conhecida, então acho que a torcida vai se identificar comigo. Minha estreia no UFC será quase que literalmente em casa (risos) - conta o atleta.

Convocado para substituir o norte-americano Clint Hester, que se lesionou durante sua preparação para o evento, Marreta terá pela frente o campeão do primeiro Ultimate Fighter Brasil, Cezar Mutante, que tem um cartel de cinco vitórias e duas derrotas. Thiago participou da segunda edição do programa e foi eliminado nas quartas de final ao perder para Léo Santos, futuro campeão.

Thiago Marreta chegou às quartas de finais do TUF Brasil 2 (FOTO: Divulgação)


Apesar de ter um adversário muito duro pela frente, Marreta comemora a chance de poder iniciar sua trajetória no UFC contra um lutador que já conquistou fama no mundo do MMA. Para ele, uma vitória sobre Mutante seria um belo cartão de visitas, e o atleta acredita que o resultado sairá depois de um show de trocação.

- Eu gostei muito de poder enfrentar o Mutante, justamente pelo status, pela visibilidade que ele tem hoje no UFC. É a chance que eu tenho de já estrear no UFC vencendo um cara de nome. Assim como eu, o Mutante é um cara que gosta da luta em pé, é alto, forte, então acho que será uma grande luta, do jeito que os fãs gostam - explica.

Com cartel de oito vitórias e uma derrota, sendo quatro por nocaute, Thiago vai lutar pela primeira vez entre os médios (até 84kg), já que anteriormente ele competia entre os meio-médios (até 77kg). A mudança tem como foco principal diminuir o desgaste causado pelo corte de peso antes da luta, algo que o fez sofrer muito dentro da casa do TUF. Apesar disso, Marreta ainda vê a luta na nova categoria como um teste.

- Estou pesando 90kg, tenho que cortar 6kg até a luta e isso não será um problema. Será minha primeira luta até 84kg, será uma espécie de teste para mim também. Depois dessa luta, vou sentar com minha equipe e decidir por qual categoria competir - diz o lutador.

Ao receber a notícia da convocação para o UFC Rio 4 , Thiago Marreta sentiu uma alegria em dobro. Além do fato de estar na principal organização de MMA do mundo, o lutador terá a chance de fazer sua estreia no octógono ao lado de casa, já que é morador da Cidade de Deus e a luta contra Cezar Mutante será realizada no HSBC Arena, na Barra da Tijuca, a apenas sete quilômetros de onde reside .

Marreta recebeu a notícia no dia 18 de julho, duas semanas antes do evento, enquanto treinava e fazia preparação física com Phillip Lima. Ele espera contar com as boas energias vindas da comunidade que ficou famosa mundialmente pelo filme dirigido por Fernando Meirelles em 2002.

- Eu não sabia se corria, pulava, gritava... Fiquei louco quando soube que estava no UFC. Chorei muito, foi uma felicidade muito grande. O UFC vai estar aqui, do lado da minha casa, então acho que terei o apoio da torcida. Apesar de ser uma luta entre dois brasileiros, creio que a torcida carioca fique ao meu favor. Moro na Cidade de Deus, que é uma comunidade muito conhecida, então acho que a torcida vai se identificar comigo. Minha estreia no UFC será quase que literalmente em casa (risos) - conta o atleta.

Convocado para substituir o norte-americano Clint Hester, que se lesionou durante sua preparação para o evento, Marreta terá pela frente o campeão do primeiro Ultimate Fighter Brasil, Cezar Mutante, que tem um cartel de cinco vitórias e duas derrotas. Thiago participou da segunda edição do programa e foi eliminado nas quartas de final ao perder para Léo Santos, futuro campeão.

Thiago Marreta chegou às quartas de finais do TUF Brasil 2 (FOTO: Divulgação)


Apesar de ter um adversário muito duro pela frente, Marreta comemora a chance de poder iniciar sua trajetória no UFC contra um lutador que já conquistou fama no mundo do MMA. Para ele, uma vitória sobre Mutante seria um belo cartão de visitas, e o atleta acredita que o resultado sairá depois de um show de trocação.

- Eu gostei muito de poder enfrentar o Mutante, justamente pelo status, pela visibilidade que ele tem hoje no UFC. É a chance que eu tenho de já estrear no UFC vencendo um cara de nome. Assim como eu, o Mutante é um cara que gosta da luta em pé, é alto, forte, então acho que será uma grande luta, do jeito que os fãs gostam - explica.

Com cartel de oito vitórias e uma derrota, sendo quatro por nocaute, Thiago vai lutar pela primeira vez entre os médios (até 84kg), já que anteriormente ele competia entre os meio-médios (até 77kg). A mudança tem como foco principal diminuir o desgaste causado pelo corte de peso antes da luta, algo que o fez sofrer muito dentro da casa do TUF. Apesar disso, Marreta ainda vê a luta na nova categoria como um teste.

- Estou pesando 90kg, tenho que cortar 6kg até a luta e isso não será um problema. Será minha primeira luta até 84kg, será uma espécie de teste para mim também. Depois dessa luta, vou sentar com minha equipe e decidir por qual categoria competir - diz o lutador.