icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/03/2014
20:22

Na noite desta quinta-feira, o Molico/Osasco quebrou um recorde que durava 18 anos na Superliga Feminina. Em casa, a equipe alcançou a 27ª partida de invencibilidade ao bater o Brasília por 3 a 0 (21-12, 21-14 e 21-14). Com isso, abriu 1 a 0 no playoff em melhor de três das quartas de final, e superou a marca de 26 triunfos consecutivos estabelecida pelo Leite Moça (SP) na edição de 1995/1996 do torneio nacional.

Aquela equipe, que faturou a competição de maneira invicta, era comandada por Sérgio Negrão, atual treinador do Brasília.

Soberano no torneio, o Molico não deu nenhuma chance ao rival, que teve os desfalques da ponteira Paula Pequeno e da levantadora Camila Adão. Com 12 pontos, a central Thaísa finalizou como a maior anotadora do time de Osasco. Sheilal foi eleita a melhor em quadra.

- É legal (este recorde), mas isso não ganha Superliga. É uma marca que fica para o resto da vida, mas o mais legal será ganhar o ouro - afirmou Sheilla em entrevista ao SporTV.

O time paulista poderá assegurar a sua classificação à semifinal na próxima quinta-feira, quando as equipes medem força no ginásio do Sesi Taguatinga, na capital.