icons.title signature.placeholder Matheus Babo
icons.title signature.placeholder Matheus Babo
21/07/2013
11:13

 Depois de ficar um bom tempo sem jogar por conta de lesões e o flagra no exame antidoping, Deco entrou nos últimos jogos e treinou bem durante a semana, conquistando a confiança de Abel para ser escalado de início neste domingo. Já Juninho retornou a São Januário com a missão de reerguer o Vasco nessa fase complicada que o clube vive. Perguntado sobre a volta do meia ao Cruz-Maltino, Deco foi só elogios:

– Sabemos tudo que ele significa para o Vasco, é um grande jogador, tenho grande admiração por ele. Joguei várias vezes contra ele na Europa, voltei pro Brasil e o enfrentei outras vezes. Ele vai organizar o time do Vasco e precisamos ter muito cuidado – alertou o camisa 20 do Flu.

O Mago do Tricolor e o Reizinho da Colina já se enfrentaram em algumas oportunidades na Europa. No duelo com as camisas de Fluminense e Vasco, apenas dois encontros no Brasil, mesmo com o retorno de Juninho ao Vasco durando um ano e meio. No retrospecto, tudo igual. Uma vitória para cada lado.

Na penúltima rodada do Brasileirão de 2011, vitória por 2 a 1 para o Vasco de Juninho, com gol de Bernardo aos 47 minutos do segundo tempo. Mas na final da Taça Guanabara de 2012, triunfo do Fluminense com atuação de gala de Deco. Ele surpreendeu Fernando Prass (goleiro vascaíno na época) e marcou um golaço, o segundo na vitória de 3 a 1.

Neste domingo, os dois voltarão a se enfrentar para desempatar o confronto pessoal.

Três anos de mudanças em Vasco e Flu marcam volta ao Maraca

ESTREIA DE DECO FOI CONTRA O VASCO NO MARACANÃ

Deco chegou ao Fluminense na metade de 2010 e estreou no segundo tempo de um clássico contra o Vasco, que inclusive foi o último do Maracanã antes de fechar para  obras. O jogo terminou 2 a 2, e o meia perdeu uma boa chance no fim, que ainda não saiu da memória do camisa 20.

– Estreei perdendo gol (risos). Coincidência bacana. O estádio estava cheio, foi um clássico fantástico, a bola quicou na hora que eu fui finalizar, eu lembro que a torcida do Vasco até gritou meu nome. O torcedor sentia falta do Maracanã – lembrou Deco.

JUNINHO TEM BOAS LEMBRANÇAS DO MARACANÃ

Juninho estará de volta ao Maracanã hoje, estádio que lhe traz boas lembranças. A última vez que pisou no gramado do Maior do Mundo, o Reizinho conquistou o título do Brasileiro de 2000, marcando gol na final e ouvindo gritos de “fica”.

Juninho deixou o Vasco no início de 2001. Quando voltou ao clube, em julho de 2011, o Maracanã estava fechado para reformas.
– Joguei pela última vez no antigo Maracanã em 18 de janeiro de 2001, fiz um belo gol até, e agora voltar ao novo Maracanã, coisa que eu não imaginava – disse o Reizinho.


 Depois de ficar um bom tempo sem jogar por conta de lesões e o flagra no exame antidoping, Deco entrou nos últimos jogos e treinou bem durante a semana, conquistando a confiança de Abel para ser escalado de início neste domingo. Já Juninho retornou a São Januário com a missão de reerguer o Vasco nessa fase complicada que o clube vive. Perguntado sobre a volta do meia ao Cruz-Maltino, Deco foi só elogios:

– Sabemos tudo que ele significa para o Vasco, é um grande jogador, tenho grande admiração por ele. Joguei várias vezes contra ele na Europa, voltei pro Brasil e o enfrentei outras vezes. Ele vai organizar o time do Vasco e precisamos ter muito cuidado – alertou o camisa 20 do Flu.

O Mago do Tricolor e o Reizinho da Colina já se enfrentaram em algumas oportunidades na Europa. No duelo com as camisas de Fluminense e Vasco, apenas dois encontros no Brasil, mesmo com o retorno de Juninho ao Vasco durando um ano e meio. No retrospecto, tudo igual. Uma vitória para cada lado.

Na penúltima rodada do Brasileirão de 2011, vitória por 2 a 1 para o Vasco de Juninho, com gol de Bernardo aos 47 minutos do segundo tempo. Mas na final da Taça Guanabara de 2012, triunfo do Fluminense com atuação de gala de Deco. Ele surpreendeu Fernando Prass (goleiro vascaíno na época) e marcou um golaço, o segundo na vitória de 3 a 1.

Neste domingo, os dois voltarão a se enfrentar para desempatar o confronto pessoal.

Três anos de mudanças em Vasco e Flu marcam volta ao Maraca

ESTREIA DE DECO FOI CONTRA O VASCO NO MARACANÃ

Deco chegou ao Fluminense na metade de 2010 e estreou no segundo tempo de um clássico contra o Vasco, que inclusive foi o último do Maracanã antes de fechar para  obras. O jogo terminou 2 a 2, e o meia perdeu uma boa chance no fim, que ainda não saiu da memória do camisa 20.

– Estreei perdendo gol (risos). Coincidência bacana. O estádio estava cheio, foi um clássico fantástico, a bola quicou na hora que eu fui finalizar, eu lembro que a torcida do Vasco até gritou meu nome. O torcedor sentia falta do Maracanã – lembrou Deco.

JUNINHO TEM BOAS LEMBRANÇAS DO MARACANÃ

Juninho estará de volta ao Maracanã hoje, estádio que lhe traz boas lembranças. A última vez que pisou no gramado do Maior do Mundo, o Reizinho conquistou o título do Brasileiro de 2000, marcando gol na final e ouvindo gritos de “fica”.

Juninho deixou o Vasco no início de 2001. Quando voltou ao clube, em julho de 2011, o Maracanã estava fechado para reformas.
– Joguei pela última vez no antigo Maracanã em 18 de janeiro de 2001, fiz um belo gol até, e agora voltar ao novo Maracanã, coisa que eu não imaginava – disse o Reizinho.