icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/07/2013
23:02

O central Gustavo, do Canoas, divulgou na noite desta sexta-feira em seu Twitter um comunicado do “Grupo dos Atletas” repudiando o convite da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) para a inscrição do time de Volta Redonda na próxima Superliga Masculina. Segundo o jogador, o clube deve salários ao elenco, o que impediria a participação na competição.

O ex-atleta da Seleção Brasileira revelou uma reunião entre Volta Redonda, jogadores e CBV na última quarta-feira para tentar solucionar o caso. Segundo ele, a dívida do clube é de cerca de 40% dos salários. No entanto, o presidente Rogério Loureiro afirmou no encontro que não pagaria o valor já que a Prefeitura da cidade seria a responsável já que não teria repassado a verba combinada anteriormente com a agremiação por conta de uma disputa política.

Loureiro ainda teria pedido aos atletas que entraram na Justiça contra o clube que se retirassem da reunião e que só pagaria um mês dos vencimentos atrasados para aqueles que não tinham entrado na disputa jurídica.

Segundo Gustavo, o superintendente técnico da CBV, Renato D'avila ainda teria contornar a situação, o que não foi possível. O jogador ainda fez questão de mencionar um artigo do regulamento da Superliga que diz que “para participar da competição a associação deverá estar em dia com os compromissos financeiros assumidos com suas comissões técnicas, atletas, federação local...”.

Em outra mensagem na rede social, o central reproduziu uma carta enviada por D'avila nesta sexta-feira ao Volta Redonda pedindo a confirmação da participação da equipe na edição 2013/2014 da Superliga.

Gustavo terminou a mensagem com a frase: #PorUmaSuperligaMelhor.

Em seguida, o jogador recebeu o apoio de diversos seguidores, inclusive de seu irmão Murilo. A CBV e o Volta Redonda não se pronunciaram sobre o assunto.

O central Gustavo, do Canoas, divulgou na noite desta sexta-feira em seu Twitter um comunicado do “Grupo dos Atletas” repudiando o convite da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) para a inscrição do time de Volta Redonda na próxima Superliga Masculina. Segundo o jogador, o clube deve salários ao elenco, o que impediria a participação na competição.

O ex-atleta da Seleção Brasileira revelou uma reunião entre Volta Redonda, jogadores e CBV na última quarta-feira para tentar solucionar o caso. Segundo ele, a dívida do clube é de cerca de 40% dos salários. No entanto, o presidente Rogério Loureiro afirmou no encontro que não pagaria o valor já que a Prefeitura da cidade seria a responsável já que não teria repassado a verba combinada anteriormente com a agremiação por conta de uma disputa política.

Loureiro ainda teria pedido aos atletas que entraram na Justiça contra o clube que se retirassem da reunião e que só pagaria um mês dos vencimentos atrasados para aqueles que não tinham entrado na disputa jurídica.

Segundo Gustavo, o superintendente técnico da CBV, Renato D'avila ainda teria contornar a situação, o que não foi possível. O jogador ainda fez questão de mencionar um artigo do regulamento da Superliga que diz que “para participar da competição a associação deverá estar em dia com os compromissos financeiros assumidos com suas comissões técnicas, atletas, federação local...”.

Em outra mensagem na rede social, o central reproduziu uma carta enviada por D'avila nesta sexta-feira ao Volta Redonda pedindo a confirmação da participação da equipe na edição 2013/2014 da Superliga.

Gustavo terminou a mensagem com a frase: #PorUmaSuperligaMelhor.

Em seguida, o jogador recebeu o apoio de diversos seguidores, inclusive de seu irmão Murilo. A CBV e o Volta Redonda não se pronunciaram sobre o assunto.