icons.title signature.placeholder Marcello Vieira
20/03/2014
19:53

O Fluminense perdeu 30% dos direitos do atacante Wellington Nem para o América (RJ) em julgamento realizado em primeira instância, nesta quinta-feira, na Justiça Comum. O Tricolor irá recorrer e está otimista quanto a reversão da decisão, entretanto, caso não obtenha sucesso, terá que repassar R$ 7,5 milhões dos R$ 15,7 milhões ao Alvirrubro. Cabe lembrar que o atacante foi vendido por R$ 25 milhões e parte deste valor - cerca de R$ 9 milhões - já seria destinada a outros investidores.

O time ucraniano ainda não depositou o dinheiro referente à transação para o Flu por causa das penhoras da Justiça. Assim que resolver as pendências com a Procuradoria Geral da Fazenda, que cobra uma dívida fiscal, o valor será depositado nos cofres tricolores.

No meio de 2013, o presidente do América, Vinícius Cordeiro, achou um documento que comprovava uma partilha de 50% dos direitos econômicos do atacante entre Flu e America e acionou a via jurídica para cobrar o valor.

Por sua vez, o Tricolor garante que comprou esta parte do atleta junto ao América depois da negociação. O Sangue passava por um momento financeiro complicado e teria oferecido ao Flu a fatia de Wellington Nem a que tinha direito. Dessa forma, o Fluminense tentará provar no tribunal a argumentação e recuperar o direito de receber a totalidade da verba da venda do atacante. A reportagem do LANCE!Net, inclusive, consultou o departamento jurídico do Flu e todos se mostraram confiantes na possibilidade de vitória no processo em segunda instância já que o Fluminense quitou os valores devidos. Caso contrário, perderá um dinheiro importante para os cofres da instituição.