icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/06/2014
16:08

Há pelo menos 15 anos, pode-se dizer que os portugueses não estão carentes de ídolos. Afinal, tiveram Luís Figo no fim da década de 1990 e início de 2000, e Cristiano Ronaldo a partir de então. O primeiro já se aposentou, mas continua ligado ao futebol através do projeto social Dream Football. Já o segundo, é a grande esperança lusitana para a Copa do Mundo.

Mundial este que começa para Portugal na segunda-feira, contra a Alemanha, às 13h, em Salvador. Figo, que já pendurou as chuteiras há alguns anos, não poderá ajudar a seleção em campo, mas demonstrou estar otimista para o torneio. Ainda que admita a dependência de Cristiano Ronaldo.

- Portugal tem um grupo de jogadores com muita qualidade e estou esperançoso de que iremos fazer um bom Mundial. Portugal, obviamente, depende muito do que o Cristiano (Ronaldo) possa fazer e estou seguro de que ele fará o melhor possível. O Cristiano está fazendo a sua história e marcando a história da sua geração. Certamente baterá todos os recordes que ainda há para ser batido, e o seu percurso e o seu futebol perdurarão na história do futebol - comentou o ídolo português.

Figo está no Brasil para aproveitar o Mundial e divulgar o projeto Dream Football, que tem como objetivo divulgar partidas de crianças e adolescentes e "garimpar" os talentos para clubes. Ao LANCE!Net, avisa que acredita que o Mundial pode ajudar na divulgação do projeto.

- O noticiário nacional e internacional gerado pela Copa pode a ajudar a divulgar a nossa missão de promoção de igualdade de oportunidades para os jovens talentos de todo o mundo. O Brasil é uma fonte inesgotável de talento e não podíamos deixar de assinalar o momento da Copa do Mundo com mais uma etapa do projeto, que viemos desenvolver nas comunidades do Rio de Janeiro e que, em breve, esperamos levar a outros estados do Brasil. Esperamos, assim, atrair mais jovens talentos e também ajudá-los a ter a chance de se tornarem jogadores de futebol - disse.