icons.title signature.placeholder Alexandre Braz
10/04/2014
10:09

Na manhã desta quinta-feira, poucas horas depois da eliminação do Botafogo da Copa Libertadores, concretizada com a derrota para o San Lorenzo, por 3 a 0, no Estádio Nuevo Gasómetro, a cidade de Buenos Aires amanheceu paralisada pela greve geral convocada pelas centrais sindicais. Não há ônibus, trêns ou metrôs em circulação. Os voos nos aeroportos podem ser cancelados, inclusive o meu. Só Deus sabe como e quando será a volta para o Rio de Janeiro. Mas vamos ver.

É grande a sensação de ver um país se mobilizar em busca de melhorias. E olha que não são poucas as que eles necessitam, assim como nós, brasileiros.

Sobre o jogo de quarta, havia uma grande preocupação com relação a volta dos torcedores que fossem ao estádio para suas casas, já que ao fim da partida, a greve já estaria iniciada. Os botafoguenses que vieram acompanhar bravamente o seu time saíram primeiro, escoltados pela Polícia Federal local.

Durante o jogo - em que o time do Botafogo deu aula de como não se deve jogar uma partida decisiva - quem deu aula foi a torcida do San Lorenzo. Desde a terça, quando fui a sede do clube pegar minha credencial, senti que seria muito, mas muito difícil os brasileiros saírem de campo com a classificação. O clima e a expectativa dos torcedores era enorme. No estádio, isso se transformou em cantos e vibração, empurrando o time para a vaga.

Ali, em meio a euforia de ver o time do coração jogar bem, vencer e se classificar, estava fora a política, as angústias, as tristezas e os sofrimentos de um povo que luta tanto e sofre na mesma proporção. Depois do apito final, para aumentar ainda mais estes sentimentos, todos ainda esperaram o fim do duelo entre Unión Española (CHI) e Independiente del Valle (EQU), que se enfrentavam no Chile. Com gols a cada instante, o placar ficou em 5 x 4 para os equatorianos e iniciou a comemoração argentina. São momentos que valem a pena vivenciar e ter a certeza de que apesar de tudo que o envolve, o futebol é sem dúvidas, uma das maiores invenções do homem, senão a maior.

L!TV registra festa da torcida do San Lorenzo após vencer Botafogo