icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/03/2014
17:17

O atacante Deivid entrou na Justiça do Trabalho contra o Coritiba. O jogador teve causa ganha e o vínculo com o Alviverde foi rompido. Tudo isto se deu porque o atleta não recebia o dinheiro referente aos direitos de imagem há um ano.  O montante, segundo ele, correspondia a 60% do salário acordado. Mas não receber em dia não é novidade para o centroavante. Desde os tempos de Flamengo, ele não era pago na data estipulada pelos gestores do Rubro-Negro. A distante Turquia foi o último lugar em que o capital caiu na conta sem problemas.

- Quando eu fui contratado pelo Coritiba me ofereceram mundos e fundos. Disseram que não era o Flamengo, que eu ia receber em dia. Mas desde 2010, ainda no Fenerbahçe, eu não recebo meu salário na data marcada - revelou o jogador ao programa "Arena Sportv".

Para que outros não sigam o exemplo, Deivid fez um apelo por maior transparência no futebol brasileiro. Segundo ele, outros seis jogadores sofriam do mesmo mal que ele no Coxa. O clube, no entanto, afirmou que a dívida com os outros foi renegociada. O centroavante frisou que não é do feitio dele apelar para os tribunais, mas que esta foi a única solução encontrada.

- O futebol tem que ser mais transparente. Nós jogadores recebemos tanta pressão, e para fora parece que está tudo em dia. Durante o tempo que eu estive no Coritiba, tentei resolver tudo internamente. Mas tem uma hora que se perde a paciência. Tenho compromissos a cumprir - finalizou.

A respeito da carreira, Deivid afirmou que está treinando à parte. Através de nota oficial, o empresário do jogador disse já ter recebido propostas de 15 clubes, incluindo equipes nacionais e do exterior.