icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/11/2013
21:25

A festa criada para Rogério Ceni, que se tornou o atleta com mais jogos disputados por um time no Brasil (1.117), foi atrapalhada neste domingo, no Morumbi. Contra o Botafogo, o São Paulo não passou do empate em 1 a 1, na partida válida pela 36ª rodada do Brasileiro. Nela, Elias "Ronaldo" e a trave foram os grandes problemas para o Tricolor.

Antes de entrar em campo, o goleiro recebeu das mãos do presidente Juvenal Juvêncio um troféu e a camisa 10, com a qual atuou no jogo em que ultrapassou Pelé, que fez 1.116 jogos pelo Santos. A festa parecia que continuaria, pois logo aos três minutos de jogo Aloísio abriu o placar para o Tricolor, seguido de desvio de Rodrigo Caio em cobrança de falta.

O Bota, ainda na briga por uma vaga na Libertadores, deu a resposta também em bola parada: Seedorf cobrou falta aos 27 minutos, e Elias aproveitou o vacilo são-paulino e de Ceni, que saiu mal, para empatar. Na comemoração, o jogador - que chegou a ser dúvida por conta de dores na coxa esquerda - saiu imitando Cristiano Ronaldo, apontando para ele mesmo e dizendo: "Eu estou aqui".

Na etapa final, o time do Morumbi começou na pressão. Aloísio deixou Ademilson em boas condições de marcar, mas o chute cruzado do camisa 11 tocou na travessão. A partir disto, o São Paulo começou a ser atrapalhado pelo poste. Quatro minutos depois, Ganso fez uma linda jogada pelo lado direito, e mesmo sem ângulo bateu cruzado. A trave evitou um golaço do camisa 8.

Aos 13, Antônio Carlos cabeceou firme no alto, e o travessão, pela terceira vez na etapa final, evitou que o Tricolor voltasse à frente. Luis Fabiano entrou no São Paulo, Lodeiro no Bota, que até pressionou, mas o placar ficou inalterado. Para o Botafogo, o resultado é ruim, pois o time não conseguiu voltar ao G4 - com 58 pontos, está na quinta colocação, a um ponto do Goiás. Os cariocas voltam a campo na competição no próximo domingo, para enfretarem o Coritiba, lutando contra a degola, no Couto Pereira.

O São Paulo, por sua vez, chegou aos 50 pontos e está na nona colocação do Brasileiro. As atenções do time de Muricy Ramalho, porém, estão novamente voltadas à Sul-Americana. Na reta final da partida, os torcedores gritaram: "É, quarta-feira", pois neste dia, em Mogi Mirim, o Tricolor enfrenta a Ponte Preta e precisa tirar uma larga vantagem da equipe campineira, que venceu na ida da semifinal, por 3 a 1. No Brasileiro, o próximo jogo é também no domingo, contra o Criciúma.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0X0 BOTAFOGO

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data-Hora: 24/11/2013 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Fábio Pereira (TO) e Nadine Schramm Camara Bastos (SC)
Cartões amarelos: Hyuri, Edilson (BOT); Paulo Miranda (SPFC)
Gols: Aloísio 3'/1ºT (1 a 1); Elias 28'/1ºT (1 a 1)

Público e Renda: 12.682 pagantes/R$ 144.352,00

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Paulo Miranda, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Reinaldo; Denilson, Maicon (Wellington - intervalo), Douglas (Osvaldo, 32'/2ºT) e Ganso; Ademilson e Aloísio (Luis Fabiano, 26'/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

BOTAFOGO: Jefferson, Edilson, Dankler, Dória e Julio Cesar; Gabriel, Renato (Marcelo Martos, 13'/2ºT), Hyuri (Lodeiro, 26'/2ºT), Seedorf e Rafael Marques; Elias (Bruno Mendes, 21'/2ºT) . Técnico: Oswaldo de Oliveira