icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/03/2014
15:12

Felipe Massa vem tendo um início de temporada animador com sua nova equipe na Fórmula 1, a Williams. Entretanto, após liderar mais um treino neste sábado, no Bahrein - já havia liderado um em Jerez de la Frontera (ESP) este ano, o piloto brasileiro pediu cautela.

- Não podemos tirar a nossa satisfação pelo trabalho que fizemos até agora. O carro é bom, veloz, confiável, mas ainda é cedo. Equipes como Red Bull e Lotus, que não estão muito bem, podem reagir rapidamente - falou Massa, que está com 32 anos.

Felipe Massa completou 99 voltas no circuito de Sahkir neste sábado, andou na casa de 1m33s e dominou o treino. E ele admite que não esperava que a Williams conseguisse tal domínio no Bahrein.

- Para ser sincero, não esperava virar tão bem aqui. Na semana passada, quando o Rosberg andou na casa do 1min33s, achava que não daria para baixar a marca dele. Mas conseguimos avançar bastante no acerto e hoje, quando simulamos a classificação, o carro estava muito rápido - acrescentou.

O treino foi o último do brasileiro antes do início da temporada, já que neste domingo ele apenas assistirá ao companheiro Valtteri Bottas na pista. Massa ainda lembrou que o carro da Williams foi um dos únicos que não registrou grande problemas, ao contrário do que vem ocorrendo com a Red Bull, de Sebastian Vettel:

- O carro não deu nenhum problema. Acho que o nosso foi o único que não provocou bandeira vermelha. O dia foi produtivo, porque conseguimos avançar muito em termos de acerto. Eu não estava feliz com algumas coisas, mas melhoramos bastante o carro. E olha que a pista estava lenta na maior parte do tempo, por causa do vento constante, e só no finalzinho é que ficou mais rápida.

O primeiro Grande Prêmio de F-1 de 2014 será na Austrália, em 16 de fevereiro. A corrida, por enquanto, parece um mistério para Felipe Massa.

- Na verdade, ser o mais veloz nesta parte do ano não dá ponto algum. O importante é que estamos entendendo esse carro cada vez mais. Terminar a corrida na Austrália será um grande desafio e quem tiver um carro confiável, como parece que temos, pode se dar muito bem - concluiu Massa.