icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
28/08/2015
15:42

O material enviado à imprensa pela equipe de comunicação do espanhol Nicolas Almagro chegou nesta quarta-feira para registrar a derrota para o brasileiro Guilherme Clezar na segunda rodada do qualificatório do US Open e reclamar da arbitragem.

Como diversas equipes de assessoria de imprensa de jogadores em todo o mundo, a equipe do espanhol divulgou para a imprensa um release com os dados da derrota de Almagro para o brasileiro, detalhando pontos importantes da partida como a virada no brasileiro no primeiro set e os dois breakpoints perdidos pelo espanhol no nono game da terceira etapa que o colocaria em condições para sacar para a partida.

Entretanto, o que chama a atenção são os trechos em que a equipe reclama da postura e das decisões do árbitro de cadeira da partida, como descrito abaixo:

"No segundo (set), Nico seguiu sacando bem (ambos estiveram com aproveitamento acima de 80% dos pontos com seu primeiro serviço) e fechou o set com 4-6 após quebrar o serviço de Clezar com 2-2 (no placar). Aqui foi acrescentada uma polêmica, já que o natural de Murcia teve que ganhar quatro vezes o setpoint, que o árbitro de cadeira dava como fora e que o próprio Nico e o público interpretaram como boas", descreve a equipe.

Em momento algum, a equipe do espanhol cita o brasileiro, mas fecha o release destacando que a partida foi polêmica, ao menos do ponto de vista do ex-top 10.

"A polêmica do jogo esteve na atuação do árbitro de cadeira que motivou, inclusive, a presença do supervisor do torneio em virtude dos seguidos erros que estava cometendo e por comentários do público presente à quadra", finaliza a equipe de Nico.

A assessoria de imprensa de Guilherme Clezar não comenta as polêmicas em seu release sobre a partida, e o brasileiro limitou-se a comemorar sua grande vitóra.

O material enviado à imprensa pela equipe de comunicação do espanhol Nicolas Almagro chegou nesta quarta-feira para registrar a derrota para o brasileiro Guilherme Clezar na segunda rodada do qualificatório do US Open e reclamar da arbitragem.

Como diversas equipes de assessoria de imprensa de jogadores em todo o mundo, a equipe do espanhol divulgou para a imprensa um release com os dados da derrota de Almagro para o brasileiro, detalhando pontos importantes da partida como a virada no brasileiro no primeiro set e os dois breakpoints perdidos pelo espanhol no nono game da terceira etapa que o colocaria em condições para sacar para a partida.

Entretanto, o que chama a atenção são os trechos em que a equipe reclama da postura e das decisões do árbitro de cadeira da partida, como descrito abaixo:

"No segundo (set), Nico seguiu sacando bem (ambos estiveram com aproveitamento acima de 80% dos pontos com seu primeiro serviço) e fechou o set com 4-6 após quebrar o serviço de Clezar com 2-2 (no placar). Aqui foi acrescentada uma polêmica, já que o natural de Murcia teve que ganhar quatro vezes o setpoint, que o árbitro de cadeira dava como fora e que o próprio Nico e o público interpretaram como boas", descreve a equipe.

Em momento algum, a equipe do espanhol cita o brasileiro, mas fecha o release destacando que a partida foi polêmica, ao menos do ponto de vista do ex-top 10.

"A polêmica do jogo esteve na atuação do árbitro de cadeira que motivou, inclusive, a presença do supervisor do torneio em virtude dos seguidos erros que estava cometendo e por comentários do público presente à quadra", finaliza a equipe de Nico.

A assessoria de imprensa de Guilherme Clezar não comenta as polêmicas em seu release sobre a partida, e o brasileiro limitou-se a comemorar sua grande vitóra.