Andy Murray

Andy Murray (Foto: AFP)

TÊNIS NEWS
10/07/2016
15:17
LONDRES (ING)

O britânico Andy Murray fez algumas declarações após conquistar pela segunda vez o Torneio de Wimbledon, segundo Slam da temporada. Ele ressaltou a importância da conquista, elogiou Milos Raonic e brincou com seu treinador, Ivan Lendl, e a “sorte” que ele lhe traz.

“É o momento mais importante para mim no ano. Tive algumas derrotadas duras, estou muito orgulhoso de carregar novamente esse troféu”.

“(Eu) Joguei muito bem. Ele (Raonic) teve algumas vitórias incríveis, como contra o Federer, fez uma ótima partida e é um dos que mais trabalham duro no circuito. Ele tem feito um grande progresso junto a seu time, com Moyá, McEnroe, Ricardo Piatti e todo o resto. Desculpe por hoje, mas parabéns trabalho nas últimas duas semanas”.

Além de, é claro, agradecer a toda sua família e a seu staff pelo “trabalho duro”, dizendo que ama todos dos dois grupos, o bicampeão de Wimbledon falou sobre a volta de Ivan Lendl a seu time, Murray deu uma declaração muito bem-humorada, mas que contém um grande fundo de verdade.

“Lendl me traz sorte”, afirmou, rindo, o escocês, que vencera seus outros dois Slams sob comando do tcheco e só voltou a levantar outro troféu do nível após a volta deste.

Por fim, ele disse que vai aproveitar bastante a conquista, fazendo uma espécie de desabafo.

“Vou curtir mais esse título (em relação ao de 2013). Faz tempo que não venço um slam e triunfar aqui é muito bom”.

“O ano após a lesão nas costas foi o mais duro. A mídia espera que você volte ganhando, mas é preciso tempo para se sentir bem de novo. (Depois da lesão, eu) Perdi meu nível, minha condição de jogo”.