icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
28/08/2015
19:37

O embalo pela vitória sobre o Bahia por 4 a 1 na Copa Sul-Americana, que garantiu a classificação do Sport na competição internacional, somado a rivalidade histórica iniciada em 1987 e apimentada com o jogo do primeiro turno (2 a 2), no Maracanã, vão servir de combustíveis extras para o Sport diante do Flamengo, no próximo domingo, às 16h, na Arena Pernambuco. Com 31 pontos e ocupando a sétima colocação, o Leão sonha voltar ao G4 ainda nessa rodada. O Fla, em 13º lugar e somando 26 pontos, precisa dos três pontos para seguir longe da zona de rebaixamento e diminuir a distância para os primeiros colocados.

Válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o duelo está recheado de boas histórias. Alegando falta de fair play por parte do Flamengo, o meia Diego Souza, que veste a camisa número 87 em alusão ao polêmico título disputado pelos rubro-negros cariocas e pernambucanos nos tribunais, disse que o Fla teria o “troco” na partida de volta. O atacante Hernane Brocador pode fazer sua primeira partida contra o clube pelo qual foi campeão da Copa do Brasil em 2013 e do Campeonato Carioca 2014.

Élber, autor de um dos gols do Sport no Maracanã, explicou que o time titular somente deve ser definido no sábado, dia em que o treinador Eduardo Baptista vai comandar o último treino. Após a boa atuação diante do Bahia, o meia pode ganhar a vaga de Marlone.

- A gente fica esperando, mas só o treinador sabe o time que vai escalar. Estou ansioso. Jogar contra o Flamengo é uma experiência única. Tive a oportunidade de atuar no Maracanã e se o professor Eduardo optar por mim vou ficar feliz e fazer o meu melhor - disse Élber, em entrevista à Rádio Brasil.

O jogador revelou que Hernane está contando os minutos para enfrentar o ex-clube. A amizade entre os jogadores fez o Brocador contar detalhes de sua passagem pelo Rio de Janeiro e mostrar alguns vídeos de quando atuava no Flamengo para Élber.

- Ele (Hernane) disse que não vê a hora de enfrentar o Flamengo. Mas o time não está definido. O Eduardo vai escolher os jogadores no último treino. Se ele jogar, acredito que possa fazer uns golzinhos para nos ajudar.

Ainda sobre a rivalidade apimentada com empate no primeiro turno, Élber disse que, não há rancor guardado. Para ele, será um jogo complicado, diante de um grande adversário bem qualificado.

- A rivalidade de 87 existe. Mas, dentro de campo, isso não mexe com os jogadores. E o jogo do primeiro turno já passou. Não tem rancor também por conta dessa partida. Vamos procurar fazer a nossa parte, vencer e recolocar o Sport no G4 - finalizou.

O embalo pela vitória sobre o Bahia por 4 a 1 na Copa Sul-Americana, que garantiu a classificação do Sport na competição internacional, somado a rivalidade histórica iniciada em 1987 e apimentada com o jogo do primeiro turno (2 a 2), no Maracanã, vão servir de combustíveis extras para o Sport diante do Flamengo, no próximo domingo, às 16h, na Arena Pernambuco. Com 31 pontos e ocupando a sétima colocação, o Leão sonha voltar ao G4 ainda nessa rodada. O Fla, em 13º lugar e somando 26 pontos, precisa dos três pontos para seguir longe da zona de rebaixamento e diminuir a distância para os primeiros colocados.

Válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o duelo está recheado de boas histórias. Alegando falta de fair play por parte do Flamengo, o meia Diego Souza, que veste a camisa número 87 em alusão ao polêmico título disputado pelos rubro-negros cariocas e pernambucanos nos tribunais, disse que o Fla teria o “troco” na partida de volta. O atacante Hernane Brocador pode fazer sua primeira partida contra o clube pelo qual foi campeão da Copa do Brasil em 2013 e do Campeonato Carioca 2014.

Élber, autor de um dos gols do Sport no Maracanã, explicou que o time titular somente deve ser definido no sábado, dia em que o treinador Eduardo Baptista vai comandar o último treino. Após a boa atuação diante do Bahia, o meia pode ganhar a vaga de Marlone.

- A gente fica esperando, mas só o treinador sabe o time que vai escalar. Estou ansioso. Jogar contra o Flamengo é uma experiência única. Tive a oportunidade de atuar no Maracanã e se o professor Eduardo optar por mim vou ficar feliz e fazer o meu melhor - disse Élber, em entrevista à Rádio Brasil.

O jogador revelou que Hernane está contando os minutos para enfrentar o ex-clube. A amizade entre os jogadores fez o Brocador contar detalhes de sua passagem pelo Rio de Janeiro e mostrar alguns vídeos de quando atuava no Flamengo para Élber.

- Ele (Hernane) disse que não vê a hora de enfrentar o Flamengo. Mas o time não está definido. O Eduardo vai escolher os jogadores no último treino. Se ele jogar, acredito que possa fazer uns golzinhos para nos ajudar.

Ainda sobre a rivalidade apimentada com empate no primeiro turno, Élber disse que, não há rancor guardado. Para ele, será um jogo complicado, diante de um grande adversário bem qualificado.

- A rivalidade de 87 existe. Mas, dentro de campo, isso não mexe com os jogadores. E o jogo do primeiro turno já passou. Não tem rancor também por conta dessa partida. Vamos procurar fazer a nossa parte, vencer e recolocar o Sport no G4 - finalizou.