torcida Paraná

Campanha paranista em campo e fora dele motivou torcida, que promete bater recorde da Arena da Baixada. (Divulgação/Paraná)

Guilherme Moreira
29/09/2017
09:20
Curitiba (PR)

O Paraná desafiou e a torcida respondeu. Em menos de dois dias, os torcedores paranistas esgotaram a carga de 32 mil ingressos para o duelo contra o Internacional. A partida válida pela vigésima oitava rodada da Série B acontece na terça-feira, às 20h30, na Arena da Baixada.

Sob a campanha "Cale quem duvida", lançada após o triunfo por 3 a 0 contra o Náutico, na última terça-feira, a diretoria do Tricolor instigou seus adeptos e foi prontamente atendida. A peça publicitária circulou em rádios, jornais locais, anúncios em ônibus e em outdoors espalhados pela capital paranaense, com hashtag #40milnaBaixada.

Desde a manhã de quarta-feira, filas enormes se formavam nas bilheterias da Vila Capanema e 20 mil bilhetes foram vendidos só no primeiro dia. Na quinta, a comercialização continuou e a aglomeração foi ainda maior para garantir presença no jogo da próxima semana. No meio da tarde, com a venda já próxima do final, os portões foram fechados e somente quem estava no local teria o direito de compra. Os ingressos restantes terminaram perto das 18h. Havia venda pela internet também.

O desafio é colocar 40 mil torcedores no estádio do rival atleticano. Com aproximadamente quatro mil sócios e 4,2 mil ingressos disponíveis aos visitantes, o Paraná espera atingir e até superar a meta imposta. Se a carga colorada não se esgotar, o que sobrar será recolocado à venda para a torcida paranista.

Vale lembrar que o jogo entre Paraná e Internacional foi vendido ao empresário Carlos Werner, "mecenas" paranista que ajuda o clube financeiramente em casos pontuais. O investidor pagou cerca de R$ 300 mil pelo jogo. O lucro da bilheteria deve ser dividido entre ele e o clube. A prática também foi adotado contra o Atlético-MG (Copa do Brasil, no Couto Pereira) e Figueirense (Série B, Vila Capanema). Nas ocasiões, o empresário era Naor Malaquias. Essa necessidade ocorreu para o Tricolor conseguir manter o salário em dia.
Atual terceiro colocado no Brasileiro, com 46 pontos, o time paranaense enfrenta o Figueirense nesta sexta-feira, no Orlando Scarpelli.

Recorde 

O recorde de público da Arena da Baixada é de 39.375 pessoas, na partida entre Austrália e Espanha pela Copa do Mundo de 2014. Os outros três jogos da Copa tiveram números próximos: Argélia e Rússia (39.311), Honduras e Equador (39.224) e Irã e Nigéria (39.081). 

Somente depois dos duelos do Mundial que aparece um jogo local, entre Atlético-PR e Flamengo, pela Série A de 2016, com 35.396 pagantes. A capacidade do estádio é de 42.372 pessoas.