Carlos Alberto Vieira
21/02/2016
21:36
Rio de Janeiro (RJ)


No Fla-Flu realizado em Brasília na noite deste domingo pela quinta rodada do Campeonato Carioca, deu Flamengo. 2 a 1, para a alegria da maioria dos 32.024 torcedores presentes. O Rubro-Negro foi melhor em campo durante boa parte do jogo e por isso mereceu o triunfo sobre  um Fluminense que errou passes demais, principalmente no primeiro tempo. A vitória leva o Mengo, vice-líder do Grupo B,  para  dez pontos. O Fluminense está em quarto lugar no Grupo A, com sete pontos.

O Fla-Flu foi bom, movimentado, começou com os times buscando o ataque. Mas com muitos erros.  O Flamengo conseguiu mandar na partida em razão da falta de confiança do Fluminense, que acabou minado por incontáveis vacilos: na saída de bola, no passe infeliz, na falha individual. Foi num erro de passe de Wellington Silva que o Flamengo criou o seu primeiro lance de perigo; foi num posicionamento errado que Guerrero teve a chance de um arremate que Cavalieri mandou para escanteio. E foi no erro de Cavalieri,  que bateu roupa exatamente naquele escanteio muito mal cobrado, que William Arão fez o primeiro gol do clássico e mudou a cara da partida, que deixou de ser equilibrada para ser totalmente dominada pelo Flamengo. 

Fluminense x Flamengo
Fred ajeita bola e tenta um voleio (Foto: F. Stuckert/Lancepress!)


Com 1 a 0 no placar, o Fla foi aproveitando os incontáveis presentes (algumas bolas curtas do Flu saíram direto para as laterais) e deitou e rolou, buscando jogadas pelas laterais (Wellington Silva e Leo Pelé marcavam mal e estavam expostos) e com Cirino sendo o principal alvo dos lançamentos. Estava tão fácil que o placar de 1 a 0 nos 45 minutos iniciais ficou barato para o Fluminense, que deixou de atacar, pois Fred recuou para buscar o jogo e o Tricolor ficou sem referência para eventuais contra-ataques.

O curioso é que, falando assim, parece que Flamengo foi um primor durante os 45 minutos. Mas o Rubro-Negro deu sorte nos primeiros 15 minutos.  A crônica insegurança da zaga deu frio na espinha do seu torcedor. Com dois minutos, Cesar Martins por pouco não entregou o ouro para Fred. Pouco depois, mais uma vez o zagueirão do Fla só ficou olhando Fred receber um cruzamento de Wellington Silva, arrumar a bola e chutar de voleio dentro da área com perigo. Teve um lance que Scarpa recebeu na esquerda e teve todo o tempo para ajeitar e chutar para grande defesa de Paulo Victor. Além disso, nas vezes em que o Flu adiantou a marcação (teve hora em que sete marcavam depois do meio de campo) o Flamengo não sabia como sair.

O Fluminense precisava de uma chacoalhada para  voltar ao jogo no segundo tempo. Mas o papo de Eduardo Baptista no intervalo parece que não surtiu efeito. O Flu voltou acuado, deixando o Flamengo gostar do jogo. Não adiantou tirar o garoto Leo Pelé, pois  Marcelo Cirino  seguiu deitando e rolando em cima do improvisado Gustavo Scarpa. Na primeira bola que recebeu, cruzou na cabeça de Guerrero. O peruano subiu e Henrique ficou só olhando. Flamengo 2 a 0 no placar.

Só que o  Mengo ficou displicente. Não queria mais nada, somente administrava a vantagem. Aos nove, Marcos Junior e Cuéllar foram expulsos após troca de empurrões, deixando os times com dez.  Depois dos 20 minutos, o Flu voltou ao jogo, começando a ter chances para diminuir. Cícero, Fred, Osvaldo tiveram excelentes  oportunidades. E o Fla só olhando.

Para fazer justiça ao esforço do Fluminense, Gustavo Scarpa, de falta, diminuiu num belo gol, aos 38 minutos. E fez seu time seguir buscando o empate nos minutos finais, principalmente depois dos 42 minutos, quando Wallace foi expulso infantilmente por isolar a bola depois da marcação de uma falta. Mas o Flamengo segurou bem e saiu de campo com os três pontos.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 2 FLAMENGO

CAMPEONATO CARIOCA - 5ª RODADA

Data e horário: 21/2/2016, domingo, 19h30
Local: Mané Garrincha, Brasilia (DF)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique e Thiago Henrique Neto (RJ)
Cartões amarelos: Leo Pelé, Renato Chaves e  Douglas (FLU), Rudinei, Jorge, Guerrero, Wallace e Everton (FLA)
Cartões vermelhos:  Marcos Júnior, 9'/2ºT (FLU) e Cuéllar, 9'/2ºT (FLA), Wallace, 42'/2ºT (FLA)
Gols: William Arão, 13'/1ºT (0-1), Guerrero, 2'/2ºT  (0-2), Gustavo Scarpa, 38'/2ºT (1-2)
Renda/Público: R$ 2.388.360,00/ 32.024 pagantes

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Henrique, Renato Chaves, Leo  Pelé (Douglas, Intervalo); Pierre, Cícero (Gerson, 20'/2ºT) Gustavo Scarpa, Diego Souza (Osvaldo, 25'/2ºT)  e Marcos Júnior; Fred. Técnico: Eduardo Baptista

FLAMENGO: Paulo Victor; Rodinei, César Martins, Wallace e Jorge; Cuéllar, William Arão e Mancuello (Márcio Araújo, 12'/2ºT); Marcelo Cirino (Gabriel, 45'/2ºT), Emerson Sheik (Everon, 37'/2º) e Guerrero. Técnico: Muricy Ramalho