Montagem - Pedro Paulo (deputado) e Reinaldo Carneiro Bastos (presidente da FPF).

Nesta terça, Academia LANCE! recebeu o deputado federal Pedro Paulo (DEM-RJ), e o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Bastos (Reprodução)

LANCE!
18/08/2020
20:06
Rio de Janeiro (RJ)

Nesta terça, a Academia LANCE! recebeu o deputado federal Pedro Paulo (DEM-RJ) e o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, para um debate sobre a Medida Provisória das transmissões dos jogos (984), o projeto de lei clube-empresa e a possível criação de uma liga profissional no futebol brasileiro. 

Durante a live, Reinaldo Bastos destacou a maneira como foi conduzido o retorno do futebol paulista durante a pandemia. Para ele, a união entre os clubes, atletas, comissão técnica e arbitragem foi importante para fortalecer a volta do campeonato de forma adequada e sem riscos à saúde daqueles que participam em campo. 

- Daquela época, nós começamos a estudar a melhor forma de voltar o futebol. E nós enxergamos claramente, dialogando com os clubes, que só um grande entendimento nos levaria a um retorno desejável. A gente sempre soube que não havia 100% de certeza e segurança. Mas que a gente tinha uma forma de caminhar, o mais seguro possível para os atletas, comissões técnicas e árbitros, que estariam dentro do campo de jogo - frisou, antes de completar:

- Nós procuramos o entendimento com a CBF. Entender o seu planejamento, o que eles pensavam. Recebemos de lá o apoio para terminar a competição e o que eles fariam todo possível para encaixar o término dos estaduais com o início das competições nacionais. E assim foi feito, conversamos com Moisés Cohen, presidente da comissão médica da federação paulista de futebol, e começamos a trabalhar um protocolo junto com o centro de contingência do Covid-19 do estado de São Paulo, das prefeituras - comentou.

Além disso, o presidente ressaltou que os árbitros ficaram confinados em Águas de Lindoia e que nesta quarta terá nova reunião para definir o retorno da série A2, segunda divisão do futebol paulista. Ele também salientou a criação de uma sala centralizada do VAR, no prédio da entidade, e o convênio que a federação tem com La Liga.

- Fizemos o mesmo procedimento com os árbitros. Testes de Covid-19, testes físicos, exames médicos em todos. E novamente testamos e concentramos todos em Águas de Lindoia. E nós capacitamos todos para terminar a competição. Inauguramos a sala centralizada do VAR. Utilizamos uma sala aqui no prédio da federação. Um trabalho que apesar da dificuldade nos deixou orgulhosos, felizes. Os clubes, atletas e comissões técnicas mostraram união, maturidade e respeito mútuo - disse.

- Foi muito importante o convênio que a federação tem com a LaLiga (Espanha), o protocolo deles nos ajudou muito a montar o protocolo daqui. É um orgulho ter essa parceria, faz bem ao futebol de São Paulo e nós temos contribuído também - acrescentou.

- Tudo que nós colhemos na série A1 devemos aos clubes, atletas, árbitros e comissões técnicas. Sem união, sem diálogo e um plano, a gente não conseguiria dar os passos que nós demos. E é dessa forma, que na minha opinião, devemos pensar no futebol como um todo. Ouvir sempre todos os seguimentos, estar disposto a ser criticado, a ouvir coisas boas e ruins e depois chegar a um consenso - finalizou.

Sobre o webinar

A Academia LANCE! ministrará uma série de webinars com convidados importantes para debater assuntos atuais envolvendo esporte, marketing, finanças e negócios. Confira a agenda dos próximos seminários:

25/08 - Pitter Rodriguez, executivo de parcerias esportivas do Facebook
01/09 - Guilherme Ribenboim, vice-presidente global de operações do Twitter
08/09 - Fernando Manuel Pinto - Diretor de direitos esportivos da Globo