Dobradinha! Brasil é ouro nos 4x100m masculino e feminino

Vitória Rosa, Rosangela Santos, Lorraine Martins e Andressa Moreira Fidelis fazem o tempo mais rápido do ano (43s04). Entre os homens, favoritismo é confirmado

Atletismo - Feminino
Meninas do Brasil comemoram o primeiro lugar no pódio nos 4x100m (Foto: Alexandre Loureiro/COB)

Escrito por

Dobradinha! No início desta sexta-feira (9), pelo sexto dia de atletismo nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, o Brasil faturou o ouro nos dois revezamentos 4x100 m feminino e masculino. Primeiro, o time feminino entrou na pista, no Estádio Atlético, no Complexo de Videna, e venceu a prova em 43s04, estabelecendo o seu o melhor tempo do ano. Depois, foi a vez dos homens vencerem a final, com a marca de 38s27.

O time feminino foi formado por Vitória Rosa, Rosangela Santos, Lorraine Martins e Andressa Moreira Fidelis, enquanto o masculino contou com Paulo André, Rodrigo Nascimento Pereira, Derick de Souza e Jorge Vides.

Campeões do Mundial de revezamentos em 2019, os homens confirmaram o favoritismo e agora chegam com ainda mais moral para tentar a conquista do título no Mundial de Doha, em setembro deste ano. A prata ficou com Trinidad e Tobago, com 38s46. Já o bronze foi dos Estados Unidos, com a marca de 38s79.

- Fizuma boa largada. Estava um pouco mais concentrado, ainda um pouco de raiva, por causa dos 100m. Queria sair daqui com esta medalha de qualquer jeito.  Estávamos confiantes, pois já estávamos treinados. O resultado em termos de tempo não foi tão expressivo, mas conseguimos a medalha de ouro, foi isso que importa. Agora é só comemorar - comentou Rodrigo. 

No feminino, a prata na prova ficou com o Canadá, com 43s37. O bronze foi dos Estados Unidos, com 43s39, que eram favoritas ao ouro e tinham a melhor marca da temporada (42s21). 

- Fomos muito bem. Sabíamos que tínhamos condições de ganhar uma medalha, só não sabia a cor dela. E por que não buscar uma de ouro? Tinha Jamaica e Estados Unidos sempre fortes, mas não são impossíveis de serem batidos E hoje foi a prova disso. Dou parabéns à Vitória, porque saiu de uma final dos 200 m e veio correr um revezamento muito melhor. Acho que ela tem que fazer isso sempre - comentou Rosângela. 

Outras medalhas
Mais cedo, o Brasil conquistou outras duas medalhas no atletismo, ambas em corrida:  ouro nos 10.000, com o Ederson Vilela e prata com a própria Vitória Rosa, nos 200 m. Além disso, o país ganhou outros dois ouros neste Pan( 400m com barreiras, com Alison Santos e Darlan Romani, no arremesso de peso), quatro pratas e três bronzes.

Tais premiações deixam o Brasil em segundo no quadro geral de medalhas, com 43 ouros, 36 pratas e 57 bronzes. Os EUA lideram com 91 ouros e 233 medalhas no total. Canadá e México, com 30 e 29 ouros, respectivamente, brigam arduamente pela terceira colocação. 

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!

backgroundNewsletter