Internacional x Atlético-Go - Taison

Líder do atual plantel colorado, Taison é apontado como o organizador da greve (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Rafael Ribeiro
01/06/2022
14:09
São Paulo (SP)

A decisão dos jogadores do Internacional em não realizar o treinamento agendado para a manhã desta quarta-feira (1), no CT do Parque Gigante, por atraso no pagamento dos direitos de imagem expôs publicamente o racha no elenco colorado entre os jogadores mais experientes e algumas revelações do clube colorado. A diretoria estaria negociando uma solução.


A informação foi divulgada pela Rádio Grenal. A diretoria do Inter ainda não havia se pronunciado publicamente sobre o ocorrido até a publicação desta reportagem. Procurado pelo LANCE! por meio de sua assessoria de imprensa, o presidente Alessandro Barcellos disse que emitirá um comunicado até o fim da tarde.

Segundo a imprensa gaúcha, a decisão de boicotar as atividades programadas pelo técnico Mano Menezes como forma de protesto partiu do atacante Taison, uma das principais peças do plantel.

De acordo com a Grenal, Taison convenceu um grupo de atletas há mais tempo no clube, liderado por Moisés, Rodrigo Dourado e Edenílson a realizarem a greve.

Junto de Wesley Moraes, atletas mais jovens decidiram não militar na greve, seja por busca de espaço no grupo ou medo de retaliações da direção. Acabaram sendo impedidos pelos veteranos.

Desde que retornou ao Internacional, Taison tem se destacado como principal liderança do elenco. Mesmo com status de reserva e poucos minutos em campo em 2022, o jogador segue como capitão.

É ele quem negocia com os dirigentes a realização da atividade às 15h (de Brasília), com a promessa de que ninguém será punido. Segundo a Grenal, contudo, a volta aos trabalhos só acontecerá com o pagamento dos direitos atrasados.

Os atletas teriam organizado o protesto por conta do atraso de pagamento nos direitos de imagem, percentual que ocupa uma parcela considerável no vencimento dos jogadores na soma do valor estabelecido na carteira de trabalho.

Alguns atletas estariam sem receber direitos de imagem há quatro meses, o que pode impactar em até 40% dos rendimentos acordados entre clube e jogador.

A situação ocorre em momento em que o time coleciona resultados ruins em campo. Apesar da goleada sobre o 9 de Octubre que carimbou passagem ao mata-mata da Sul-Americana, no Campeonato Brasileiro o Inter vem de quatro empates consecutivos, ocupando a modesta 12ª colocação com 11 ponto ganhos. O clube enfrenta às 19h (de Brasília) o Bragantino, no interior paulista.

TABELA
> Confira tabela, classificação e simule resultados do Brasileirão-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do L!