Chapecoense x Guarani - Comemoração

Foto: Márcio Cunha/ACF

Futebol Latino
24/08/2020
21:53
Chapecó (SC)

O complemento da quinta rodada do Brasileirão da Série B teve Chapecoense e Guarani se enfrentando na cidade de Chapecó nessa segunda-feira (24) em jogo onde o time da casa foi eficiente e, com dois gols no fim da etapa inicial, os catarinense venceram por 2 a 0.

Agora, o time dirigido por Umberto Louzer está em terceiro lugar com 10 unidades, somente um ponto a menos que o líder Paraná. Por sua vez, a equipe de Campinas, que perdeu duas penalidades no confronto, segue com três pontos e na 16ª posição.

PASSOU MUITO PERTO!

Os primeiros minutos do confronto demonstraram duas equipes dispostas a marcarem com linhas bem altas, dificultando sobremaneira o início das jogadas e proporcionando um constante risco de erro. E quem cometeu primeiro o erro mais crasso foi o Guarani quando o zagueiro Didi perdeu a posse ao lado de sua grande área. O meia Vini Locatelli chegou a driblar o goleiro e tocar para a meta, mas o zagueiro bugrino Romércio foi muito rápido e conseguiu chegar a tempo de evitar a abertura do marcador na Arena Condá de maneira providencial.

GOLPES CERTEIROS

Em meio a um confronto onde era o Verdão do Oeste quem tinha por mais tempo a bola nos pés, algo diferente do que comumente ocorre nas partidas envolvendo o Guarani, o primeiro tento surgiu de uma bola parada. Após batida de escanteio onde Luiz Otávio ajeitou de cabeça, Aylon bateu pras redes em lance onde o time de Campinas reclamou muito, mas não conseguiu a anulação do gol. Dois minutos depois, quem teve espaço no ataque para "machucar" a meta de Rafael Pin foi Anselmo Ramon e o camisa 9 da Chapecoense ajeitou próximo a meia-lua e bateu rasteiro, no extremo canto direito do goleiro do Guarani, aumentando a contagem já aos 41 da etapa inicial. 

O QUE JÁ ESTAVA DIFÍCIL...

Além do desempenho em sim, o ambiente para que os visitantes tivessem a possibilidade de buscar um melhor resultado foi ficando cada vez mais desfavorável no tempo complementar. Logo aos seis, Igor Henrique acabou tomando o segundo cartão amarelo em falta feita no meio de campo e deixou a equipe campineira com um homem a menos.

Aproveitando também a diminuição de intensidade da Chape, mais concentrada em administrar a vantagem adquirida, o Bugre chegou a ter uma ótima oportunidade de diminuir a desvantagem quando Waguininho caiu sendo derrubado por Joilson. Mas, na batida, Junior Todinho parou em uma ótima defesa de João Ricardo que caiu no canto certo e viu a defesa atrapalhar o rebote de Bidu.  

INCRÍVEL!

Já aos 38 da segunda etapa, o Guarani teve outra oportunidade na marca da cal de, ao menos, diminuir o prejuízo quando Deivid foi puxado dentro da área por Anselmo Ramon e Geovany foi elegido para bater. Porém, de tanto tirar do alcance de João Ricardo, o camisa 11 mandou na trave esquerda e o marcador não se alterou até o apito final.