Arbitral Carioca 2021

Campeonato Carioca 2021 traz mudanças para mudar o prestígio do torneio (Foto: Ivan Paulo / Agência FERJ)

Matheus Costa*
19/02/2021
05:00
Rio de Janeiro (RJ)

Depois de uma edição bastante problemática que trouxe mais atenção pela briga fora de campo do o que aconteceu dentro de campo, o Campeonato Carioca chega em 2021 com muitas novidades. Uma nova transmissão, um novo formato, novas regras numa tentativa de valorizar o formato do estadual.

A grande novidade do torneio será o novo formato em apenas um turno entre 12 times pelo título da Taça Guanabara. Outra grande atração será a transmissão do campeonato pela Record TV, que venceu a corrida e adquiriu os direitos de transmissão até 2022.

O LANCE! resolveu listar as principais novidades que antecipam o Campeonato Carioca 2021 e explicar tudo o que mudou desde a última edição, que teve o Flamengo como campeão.

NOVO FORMATO

O campeonato começa com a fase preliminar, realizada durante 16 de janeiro até 25 de fevereiro, com seis clubes: Americano, America, Cabofriense, Friburguense, Nova Iguaçu e Sampaio Correa. Os clubes se enfrentam em formato de grupo e o primeiro colocado consegue uma vaga na fase principal.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro e simule as últimas rodadas

Ao invés de dois turnos, a Taça Guanabara será a única fase do torneio para definir o campeão. Com 12 participantes, o campeonato começa a partir do dia 3 de março com 11 rodadas. Os quatro primeiros se classificam para as semifinais e finais do campeonato carioca, com jogos de ida e volta nas duas fases.

O vencedor da Taça Guanabara será decidido pelo primeiro colocado na fase de grupos, enquanto a Taça Rio será decidido em uma fase somente com os clubes que ficaram entre quinto colocado ao oitavo colocado na primeira fase.

NOVAS DATAS

A data de início do Campeonato Carioca também sofreu duas alterações antes da publicação oficial do edital de regras da competição, feito nesta semana.

A previsão inicial era que o campeonato começasse no dia 27 de fevereiro, no final de semana seguinte ao fim do Campeonato Brasileiro. Depois, a Ferj optou por adiar para o próximo final de semana, no dia 6 e 7 de março.

+ Alex Muralha no Paulistão: confira medalhões que disputarão estaduais por clubes menores

No entanto, a entidade do futebol carioca chegou a um consenso e optou por iniciar no dia 3 de março, em uma quarta-feira, após se adequar ao calendário da CBF.

NOVA TRANSMISSÃO

Conforme antecipado pelo LANCE!, a Record TV venceu a briga com o SBT e a Globo para adquirir os direitos de transmissão do Campeonato Carioca até 2022. Não só uma nova casa na TV aberta, isso significa uma nova era nas transmissões do campeonato. A emissora, porém, enfrenta um grande desafio, já torcedores do Rio podem acabar ficando sem assistir os jogos por problemas de logística, já que a Record entrega o sinal de São Paulo, que não vai transmitir os jogos, para o estado sede do torneio.

Além da TV aberta, o torneio será transmitido em formato pay-per-view nas TVs fechadas e também será transmitido pelos próprios clubes em formatos a serem decididos pelos próprios, como o Flamengo, que vai lançar a FLATV+ e o trio Vasco, Fluminense e Botafogo, que vão lançar uma plataforma em conjunto. A tendência é que um app oficial de PPV também seja criado para aumentar a opção de transmissão.

NOVA REGRA

No edital de regras publicado pela Ferj, o Campeonato Carioca 2021 traz uma regra que chamou bastante a atenção. De acordo com o edital, clubes que pouparem jogadores titulares a partir da terceira rodada do Campeonato Carioca "sem motivo justo" serão multadas.

No entanto, a regra não explica quais seriam os "motivos justos". Enquanto isso, a multa o valor da multa neste caso será "correspondente a totalidade de sua cota fixa de direito de transmissão e, caso já as tenha recebido ou não faça jus, pagará uma multa equivalente a esse valor, que será revertida em benefício dos demais clubes participantes do campeonato".

*Estagiário, sob supervisão de Ricardo Guimarães.