Marco Aurelio Cunha (Foto:Angelo Martins/Lance!Press)

Marco Aurelio Cunha pediu cautela ao Rubro-Negro (Foto:Angelo Martins/Lance!Press)

LANCE!
28/11/2020
16:22
Rio de Janeiro (RJ)

Ex-dirigente do São Paulo, Marco Aurélio Cunha concedeu uma entrevista ao canal dos jornalistas Arnaldo Ribeiro e Tironi no Youtube e lembrou a queda de rendimento do São Paulo após a primeira década dos anos 2000, quando o clube foi tricampeão brasileiro, campeão da Libertadores e Mundial, atribuindo o fato a 'soberba'.

- A questão do São Paulo foi a sua soberba, o apelido de ‘Soberano’ que o São Paulo recebeu ou deu ou alguém criou foi a pior coisa que o São Paulo ganhou. É muito bom quando você é elevado à última potência de alguma coisa, você fica muito envaidecido, a mulher mais bonita, o cara mais forte, o melhor ator do ano, e como é que fica para depois? - disse.

O ex-dirigente ainda citou o Flamengo que viveu grande fase em 2019, elogiou o trabalho que está sendo realizado no clube pela atual diretoria, mas aconselhou o Rubro-Negro para que não fosse cometido por lá os mesmos erros vistos no Tricolor Paulista.

- O Flamengo hoje está muito bem, muito bem, merece todos os créditos e aplausos. O maior risco que o Flamengo corre não são os seus adversários (...) o adversário do Flamengo chama-se vaidade. É a vaidade que pode destruir um trabalho maravilhoso - disse.

Marco Aurélio concluiu afirmando que a vaidade pode atrapalhar quando outras pessoas que não são do meio do futebol começam a frequentar o espaço do dia a dia, criando um clima de 'oba oba'.

- As pessoas que estão por trás, trazendo amigos que nunca foram do futebol, artistas… Para participar da direção. O clube ficou tão grande, tão maravilhoso, que tem festa todo dia. Tem gente querendo entrar no vestiário todo dia. Ator, tem tudo, cantor, tem tudo, que quer entrar lá dentro e falar de futebol - declarou.