Em 2013, após marcar o gol do título estadual do Atlético-MG, Ronaldinho Gaúcho chegou perto da torcida rival e simulou jogar uma granada na arquibancada

O craque reforçou sua estima pelo Galo no seu APP oficial-(Reprodução)

Valinor Conteúdo
31/12/2021
19:27
Belo Horizonte

Em uma ativação dentro do seu aplicativo oficial, que teve como objetivo estar mais próximo dos seus fãs, Ronaldinho Gaúcho respondeu diversas perguntas enviadas por seus seguidores a respeito de sua vida e sua carreira.


Para assistir a conversa que durou cerca de 30 minutos, basta fazer o download gratuito do aplicativo oficial (Ronaldinho) que está disponível na Google Play e Apple Store.


Durante a conversa, o Bruxo relembrou diversos momentos marcantes da sua carreira, falou sobre o carinho que sente pelo Atlético-MG, time o qual conquistou a Copa Libertadores da América em 2013, e revelou que apesar de gaúcho, era fã de um carioca que brilhava nos gramados nos anos 90: o baixinho Romário.

Além disso, como de praxe, R10 também driblou perguntas capciosas, como, por exemplo, o fato de Kylian Mbappé ter skills de dribles melhores do que ele no game Fifa.


-Ele deve ter mais drible do que eu- esquivou-se R10, entre gargalhadas.


Ao longo de uma boa resenha, Ronaldinho também revelou que não foi o italiano Gattuso seu principal marcador na carreira. Na opinião do craque brasileiro, Paolo Maldini foi o zagueiro mais difícil que enfrentou.


-Enfrentei muitos zagueiros difíceis, mas o Maldini foi o mais difícil. Apesar de poder citar diversos outros que enfrentei, tenho uma admiração incrível pelo Maldini.

Ao longo de sua carreira, Ronaldinho acumulou momentos marcantes, golaços, amigos e histórias. Muitas histórias que ele relata com a mesma simplicidade que demonstra ao mencionar o que gosta de vestir no seu dia a dia: bermuda e andar descalço.


Foi nessa simplicidade que ele contou com uma naturalidade incrível sobre uma quase-transferência para o Manchester United (ING), um dos clubes mais importantes do mundo e que era comandado pelo Sir. Alex Ferguson.


-Eu tive a chance de ir para o Manchester United quando saí do PSG. Eles me procuraram, conversamos, mas acabei indo para o Barcelona, mas foi nessa época que quase fui para lá-disse.


Aproveitando o assunto Inglaterra, Ronaldinho disse que o gol em cima do país inventor do futebol não foi sorte ou casualidade. Ele garantiu que sua intenção era mesmo surpreender Seaman (goleiro inglês) e fazer o gol que acabou sendo decisivo para a classificação da Seleção Brasileira para as semifinais da Copa do Mundo da FIFA 2002 disputadas simultaneamente no Japão e na Coreia do Sul.


A Seleção Brasileira, inclusive, parece ser um grande capítulo da vida de R10.


-Romário foi meu ídolo de adolescência. Tive a sorte de jogar com ele na Seleção. Também tive sorte de estar ao lado do Ronaldo, Rivaldo, Roberto Carlos, Cafu. Foi incrível”, afirmou o camisa 10.

Para assistir toda a resenha, basta fazer o download gratuito do aplicativo oficial (Ronaldinho) que está disponível na Google Play e Apple Store.