Webinar L!

Pitter Rodriguez foi o convidado do Webinar do L! - Reprodução

LANCE!
25/08/2020
20:03
Rio de Janeiro (RJ) 

A Academia LANCE! segue com a série de webinars sobre negócios do mundo esportivo. Nesta terça-feira, o L! recebeu Pitter Rodriguez, head de parcerias esportivas no Facebook e Instagram no Brasil, para debater o potencial do esporte nas redes sociais. 

Durante a live, realizada no canal do Youtube do L!, Pitter Rodriguez analisou o atual cenário de monetização dos clubes brasileiros dentro das redes sociais, afirmando que existem muitas maneiras de 'fazer dinheiro' online. 

- Existem várias formas dos clubes de futebol ganharem dinheiro no mundo digital. A nossa plataforma oferece aos clubes a possibilidade de explorar outras frentes de negócio, semelhante ao Youtube e Twitter, onde você pode fazer um vídeo e monetizar esse vídeo. Uma publicidade será rodada no meio do vídeo e um percentual vai ser destinado ao clube, gerando receita. Essa receita é grande atualmente? Comparado ao que vale os direitos esportivos e as receitas que os clubes fazem com a TV... não. Mas ela começa a ser uma receita consistente para os clubes e relevante aos clubes, na medida que ele começa a crescer e explorar mais as plataforma digitais - analisou o executivo. 


- Na medida em que os clubes brasileiros voltarem suas atenções para as plataformas digitais, o mercado cresce. Viabilizando assim a transformação do clube também como um criador de conteúdo. A partir do momento que o clube começar a ver se ver como plataforma de mídia, conteúdo e interação, a gente começa a poder explorar uma infinidade de fontes de receita. Uma delas. como falei anteriormente, é a produção de conteúdo e monetização do mesmo conteúdo - afirmou Pitter. 

Pitter ainda deu destaque para um possível crescimento de monetização através das redes sociais, com base no número de seguidores de cada clube. O executivo ainda citou Cristiano Ronaldo para exemplificar o potencial da monetização com as redes sociais. 

- A outra possibilidade é a exploração com os patrocínios, usando as plataformas digitais. Por exemplo, se você pega a quantidade de seguidores que o Flamengo tem no Facebook, no Instagram, no Youtube, no Twitter e usa essa comunidade digital a seu favor. Além do patrocinador estar na camisa, que já vale milhões de reais, você também tem a exposição que eu te dou nas plataformas, que valem outros milhões de reais. Desta forma, você gera outras fontes de receita - disse. 

- É difícil falar de números. Eu vou citar um exemplo de algo que foi público. Uma matéria que circulou do Cristiano Ronaldo, dizendo que ele faz mais dinheiro no Instagram do que o salário dele na Juventus. Ativando marcas, vendendo produtos e engajamento. Sim, é possível. O céu é o limite. A gente passa por um momento de evolução nesse mundo de negócio - finalizou Pitter Rodriguez. 

Sobre o webinar

A Academia LANCE! ministrará uma série de webinars com convidados importantes para debater assuntos atuais envolvendo esporte, marketing, finanças e negócios. Confira a agenda dos próximos seminários:

01/09 - Guilherme Ribenboim, vice-presidente global de operações do Twitter
08/09 - Fernando Manuel Pinto - Diretor de direitos esportivos da Globo