Marta - treinamento da Seleção Brasileira feminina

Marta pode atuar contra a Austrália, nesta quinta-feira (Foto: Assessoria / CBF)

LANCE!
12/06/2019
14:44
Montpellier (FRA)

Depois de ser desfalque na estreia, Marta tem chances de jogar contra a Austrália, nesta quinta-feira, às 13h (de Brasília). Pelo menos foi o que disse o técnico Vadão, em coletiva de imprensa em Montpellier. A camisa 10 se recupera de uma lesão muscular na coxa esquerda e treinou com o grupo pela primeira vez na última terça-feira.

- Ela treinou e tem chance. Mas isso ainda será resolvido em conjunto. Nós ainda vamos fazer uma reunião, provavelmente hoje à noite, ou amanhã, para decidir como ela vai se sentir. Tem respondido muito bem ao tratamento. Agora depende de uma conversa de todos nós, inclusive da própria Marta, sobre como ela se sentiu nesses primeiros dias que ela teve um treinamento mais forte – disse Vadão.

Marta ficou fora do jogo contra a Jamaica, vencido por 3 a 0 pela Seleção com três gols de Cristiane. Vadão não confirmou se manterá o mesmo esquema caso a camisa 10 volte ao time, apenas disse que a equipe treinou "outras alternativas para este jogo".

A goleira Bárbara, que também esteve presente na coletiva, afirmou que Marta quer jogar. O Brasil encara a Austrália nesta quinta-feira, às 13h (de Brasília), no Stade de la Mosson, em Montpellier.

– Sabemos que, por ela, já tinha jogado o primeiro jogo. A fome de bola que ela tem é incrível. Ela se sente 100%. Ainda vamos ter uma conversa final, no caso, professor, comissão e ela, pra saber como ela está se sentindo. Segundo ela, está se sentimento muito bem. Está 100% bem. Ela buscou os 90 minutos que não entrou. Tenho certeza que se o professor decidir que ela entre, vai fazer total diferença - disse.

Mesmo sem confirmar a presença da seis vezes melhor do mundo, o técnico Vadão afirmou que ainda existe a dúvida sobre se ela entraria jogando ou começaria no banco de reservas.

– Muito difícil você prever. Não sabe como vai ser o jogo. Se você pensar em iniciar com a Marta e tirar para não correr risco quando estiver cansada, como fizemos com Bia e Cristiane... Deixa para o segundo tempo. Mas também, não se sabe como vai ser. Bom seria se tivéssemos uma situação confortável. Neste caso, sempre haverá um risco pelo pouco tempo de treinamento. Vamos conversar direitinho e ouvir bastante a Marta – disse o treinador da Seleção.