Fabiana Silva e Tamires Santos - Dupla de Badminton

Os brasileiros garantiram cinco medalhas nos Jogos de Lima  (FOTO: Jonne Roriz/COB)

Marcelo Laguna, especial para o LANCE!
01/08/2019
12:31
Lima (PER) 

O badminton do Brasil ficou próximo de chegar a uma final de duplas nos Jogos Pan-Americanos. Nesta quinta-feira, os irmãos Fabrício e Francielton Farias foram derrotados pelos também irmãos americanos Philip e Ryan Chew, nº 50 do ranking mundial da BWF (Federação Internacional de Badminton). Os brasileiros chegaram a vencer o primeiro set e estiveram empatados no tie-break, mas acabaram derrotados por 2 sets a 1 (20/22, 21/13 e 21/17), em 45 minutos de partida. Com este resultado, os brasileiros ficaram com a medalha de bronze já que os perdedores das semis levam esta premiação. 

- Faltou bem pouco para chegarmos à vitória. Mas ainda assim, eu me sinto orgulhoso de ter chegado a uma semifinal, que não é uma coisa fácil de estar aqui no Pan. Poucos sabem as dificuldades que enfrentamos para chegar até aqui. Existem muitos atletas de alto nível e nós conseguimos estar aqui - disse Fabrício, de 19 anos, natural de Teresina (PI). Ele também festejou muito o fato de poder disputar seu primeiro Pan ao lado do irmão Francielton, de 23.

- Foi uma alegria ter disputado esse semifinal ao lado do meu irmão. Óbvio que os americanos tinham mais experiência do que a gente. Eles competem em muitos torneios, bem mais do que nós conseguimos competir. Me sinto feliz com minha participação - disse Fabrício, que está formando dupla com seu irmão há um ano e hoje ocupam o 117º posto no ranking mundial.

Dentro de quadra, ambos mostram um ótimo entrosamento, como pôde ser visto nesta semifinal. Mas isso não impede que ocorram as velhas discussões de irmãos.

- Ah, tem briga para caramba, Mas nem é por causa do badminton, mas por outras coisas, como roupas, por exemplo. Ele adora pegar as minhas roupas e não pede, isso me deixa muito irritado - brincou Fabrício, que ainda nesta quinta-feira, a partir das 22h, disputará a semifinal de duplas mistas contra a dupla canadense Joshua Hurburt-Yu e Josephie Wu.

Mais cedo,  Fabiana Silva e Tamires Santos perderam para as canadenses Rachel Honderich e Kristen Tsai, por 2 sets a 0 (21 a 5 e 21 a 8). Agora, as canadenses esperam as vencedoras do duelo entre as brasileiras Jaqueline Lima/Sâmia Lima x Chen/Hsu (EUA), ainda nesta quinta-feira, às 19h45. 

Ainda nesta quinta-feira, mais duas semifinais com brasileiros em quadra:  Ygor Coelho, às 19h, pega o canadense Jon Ho-Shue, e às 22h, Jaqueline Lima/Fabrício Farias medem forças com os canadenses Wu/Hurlburt-Yu, nas duplas mistas. As finais serão nesta sexta-feira, a partir das 11h.

Com esta medalhas, o Brasil segue em terceiro no quadro geral de medalhas, com 12 ouros, dez pratas e 18 bronzes. Os líderes são EUA e México, com 34 e 14 ouros, respectivamente. A melhor participação do badminton brasileiro até agora em Jogos Pan-americanos foi na última edição, em Toronto, quando o país conquistou três medalhas: prata para Lohainny Vicente/Luana Vicente nas duplas femininas e para Daniel Paiola/Hugo Arthuso nas duplas masculinas e bronze para Alex Tjong/Fabiana Silva nas duplas mistas.