Vôlei de Praia - Brasil (Pan-Americano)

Carol Horta comemora ponto para o Brasil diante de Cuba, nesta terça-feira (Foto: Jonne Roriz/COB)

LANCE!
30/07/2019
15:36
Lima (PER)

Demorou, mas saiu a primeira medalha do Brasil desta terça-feira nos Jogos Pan-Americanos de Lima (PER). Carol Horta e Ângela venceram as cubanas Maylen Delís e Leila Martínez por 2 sets 0, com parciais de 21-19 e 21-18. 

Assim, Carol repetiu a medalha do Pan de 2015, em Toronto (CAN). Na ocasião, a parceira dela foi Lili.  O jogo foi bem duro e o Brasil, esteve atrás no placar em várias oportunidades nos dois sets. Mas, a dupla fez ótima reta final e garantiu o terceiro lugar. 

- Não joguei bem ontem, mas o esporte é assim, um dia você está bem, no outro não. Hoje eu consegui. Quero agradecer muito a nossa equipe. Estou muito feliz e realizada. é um orgulho muito grande, não tenho nem o que falar. No Brasil, enfrentamos muitas dificuldades. Estou muito emocionada porque eu e Carol lutamos muito. Quero agradecer muito a ela - comentou Ângela. 

Sétimo no masculino
No masculino, que também houve só um representante (Oscar e Thiago). Mais cedo, eles venceram venezuelanos Rolando Hernandez e Jose Gomez por 2 sets a 1, com parciais de 21/17 e 21/11, e terminaram em sétimo. Vale destacar que o Brasil não veio com forçá máxima nesse esporte, pois a competição é simultânea ao Circuito Mundial de Vôlei de Praia, em Viena (AUT). 

Tradição
Na história do vôlei de praia no Pan,  o Brasil tem 12 medalhas. No masculino, são seis, sendo dois ouros, três pratas e um bronze. No feminino, são seis, sendo três ouros e três bronzes. O esporte entrou no quadro da competição em 1999. Com esta medalha, o Brasil segue em terceiro no quadro geral de medalhas, com oito ouros, seis pratas e 14 bronzes. O país está atrás apenas de EUA e México, que têm 19 e 12 ouros, respectivamente.  

Campanha
Na fase de grupos, o Brasil derrotou Ilhas Virgens, Chile e México - todos por 2 a 0 - o que lhe permitiu ir às quartas de final, quando bateu a Colômbia pelo mesmo placar. Na semifinal, na última segunda-feira, Carol e Ângela perderam para os EUA, também por 2 a 0.